MacBook Pro em produção

(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

De acordo com rumores da AppleInsider, os novos MacBooks já estão em fase de produção, mesmo com os problemas no hardware da Intel. O atraso na produção foi atribuído a uma falha de design nos chipsets que fazem parte do processador Sandy Brigde, usados nos novos dispositivos.

A fonte afirma, no entanto, que apenas uma parte dos computadores foi afetada pelo defeito do processador. Porém, as pequenas correções devem fazer com que os modelos demorem duas semanas extras para serem lançados. A data prevista era o dia 1º de março, entretanto não se sabe se a empresa vai manter o calendário, devido ao atraso na produção.

A Intel acaba de mostrar, em sua campanha publicitária sobre o Core i5, um cartaz que trouxe mais fôlego aos rumores. Especula-se se o dispositivo na propaganda não seria o novo MacBook Pro, já que a Apple mantém a parceria com a Intel. Porém, a cor preta não é aquela que a empresa da Maçã prefere, o que deixa a dúvida um pouco menos complicada.

Propaganda da Intel (Fonte da imagem: Divulgação/Intel)

Outra fonte da AppleInsider afirma também que o Sandy Bridge não será a única novidade dos portáteis. Uma delas seria o design dos computadores, já que rumores afirmam uma mudança no alumínio usado na parte externa, diminuindo o peso e aumentando a resistência.

Os novos MacBooks Pro serão o próximo indicador dos rumos da Apple, com características que devem ser seguidas nos próximos meses (drives SSD, omissão de drives óticos, etc.), algo “herdado” do MacBook Air e seu armazenamento em estado sólido.  A bateria também deve trazer maior autonomia, chegando a até 12 horas para a tela menor de 13 polegadas e 11 horas para os de 17 polegadas.

Os computadores também devem ficar mais baratos, custando cerca de 1.100 dólares com tela de 13 polegadas, 1.550 dólares para as telas de 15 polegadas e, finalmente, 2.100 dólares para os maiores, com 17 polegadas.

Cupons de desconto TecMundo: