(Fonte da imagem: Divulgação/McAfee)

Ao ler ou ouvir o nome McAfee, você pode pensar em duas coisas: no antivírus, que engloba outras ferramentas de segurança, ou no criador disso tudo, John McAfee, um milionário maluco envolvido com drogas e assassinato que, recentemente, ensinou a desinstalar a antiga criação em um vídeo bizarro.

A Intel, atual dona da marca, acha essa associação perigosa e ruim para os negócios – tanto que, durante a CES 2014, anunciou que vai parar de usar o nome McAfee para softwares de segurança, substituindo o antigo termo por algo mais simples e direto: Intel Security.

O anúncio partiu do CEO da Intel, Brian Krzanich, e significa também a unificação de vários serviços sob uma única marca. A mudança de nome começa imediatamente, mas a transição deve ocorrer até 2015, com o lançamento de novos produtos.

As loucuras de John McAfee não são boas para a marca. (Fonte da imagem: Reprodução/Wired)

A McAfee continuará funcionando como subsidiária, com funcionários próprios trabalhando em paralelo com a companhia principal. Além disso, o famoso símbolo do escudo vermelho será mantido, já que representa "os valores centrais de segurança e proteção". Krzanich ainda anunciou que algumas funções do agora Intel Security para dispositivos móveis serão oferecidas gratuitamente em um futuro próximo, incluindo proteção de dados e aparelhos.

Cupons de desconto TecMundo: