(Fonte da imagem: Reprodução/Engadget)

A Intel é uma das maiores companhias do ramo de tecnologia, principalmente no que diz respeito a processadores — tanto que os lançamentos da empresa costumam inaugurar, por assim dizer, novas famílias de computadores. A novidade é que ela acaba de anunciar uma nova família de chips voltada exclusivamente para aparelhos mobile, chamada Intel Bay Trail.

A intenção da companhia é elevar o desempenho de todos os tablets que trabalham com os sistemas operacionais Windows e Android, fato que deve fazer com que ela atinja grande parte do mercado. Com isso, a empresa conseguiria operar no segmento de aparelhos mobile da mesma maneira como atuou com a sua quarta geração de processadores em computadores.

Foco na “potência”

O nome oficial de fábrica da linha tem o termo Atom, deixando claro que ela trabalha com a tecnologia system-on-a-chip — mais conhecida pela abreviação SoC. Além disso, ela também é a sucessora dos processadores Clover Trail, que estão presentes em modelos mais modestos de tablets e híbridos, como o Acer Iconia W3 e Lenovo IdeaTab Lynx.

Os novos componentes foram construídos com 22 nanômetros, suportando arquiteturas de 64 bits — algo que combina bem com o sistema Windows. Os processadores dessa linha contam com uma frequência de 1,5 GHz, sendo que eles também podem ser encontrados em variações que contam com dois ou quatro núcleos.

Efeitos colaterais baixos

Novos processadores devem possibilitar a geração de imagens de alta qualidade. (Fonte da imagem: Reprodução/TheVerge)

Dessa maneira, a Intel espera dobrar o desempenho de CPUs de tablets, assim como triplicar a eficiência de GPUs, com a possibilidade de utilizar modelos com clock de até 2,4 GHz. Além do aumento de velocidade, os gráficos de dispositivos podem atingir a taxa de 2560x1600 pixels — e a companhia promete não reduzir o tempo de duração da bateria destes aparelhos por conta das melhorias de desempenho.

Apesar de todas essas informações, ainda não há dados concretos sobre a chegada da nova linha de chips às lojas — a Intel apenas afirmou que isso vai acontecer em tempo de você encontrá-los em aparelhos na época de festas no fim do ano. Além disso, parece que os processadores vão custar no mínimo US$ 199 (cerca de R$ 450), sendo que a linha pode ser expandida para notebooks e PCs de baixo custo em um futuro próximo.

Cupons de desconto TecMundo: