A Intel acaba de publicar o seu relatório financeiro referente ao segundo trimestre deste ano. A companhia fechou com uma receita de US$ 12,8 bilhões — dentro das expectativas anunciadas, portanto — e lucro líquido de US$ 2 bilhões.

Embora alguns números sejam obviamente animadores, alguns setores da companhia mostraram resultados baixos em relação ao mesmo período do ano passado. A divisão PC Client Group, responsável pela maior parte dos processadores da empresa, mostrou um declínio de 7,5%. Já o Other Architecture Groupe, que conduz principalmente a produção de chips para plataformas mobile, acabou com uma queda de 15%.

A bola está com a Haswell

A Intel não entrou em maiores detalhes sobre os números um tanto “chochos” de algumas divisões. Entretanto, não é difícil admitir que encarar o mercado atual de PCs deve ser uma tarefa nada menos do que hercúlea.

Uma "bolacha" (wafer) Haswell (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Entretanto, vale lembrar que os processadores com a microarquitetura Haswell surgiram apenas ao final do segundo trimestre. Dessa forma, ainda há um bom tempo para que os novos modelos se popularizem — em outras palavras, trata-se de um período inevitável para que as pessoas comprem os chips.

A Intel, por sua vez, afirma que os processadores com a Haswell têm tido uma “forte aceitação” do público — o que deve produzir resultados um tanto mais satisfatórios para o próximo relatório. A empresa espera fechar o terceiro trimestre deste ano com a mesma receita de US$ 13,5 bilhões.

Cupons de desconto TecMundo: