Prestes a lançar o seu serviço de transmissão de TV baseado na internet, a Intel acaba de perder um elemento-chave no processo de lançamento do produto. Jim Baldwin, nada menos do que o vice-presidente de engenharia da Intel Media, decidiu se aposentar. A informação foi descoberta pelo site GigaOM, que verificou a informação junto ao perfil do profissional na rede LinkedIn.

A informação vai de encontro com a posição oficial da empresa, que havia se pronunciado dizendo que Baldwin havia saído para “perseguir novas oportunidades fora da companhia”.

Seja qual for a real razão da saída do engenheiro, o fato é que perder uma peça importante da equipe de um novo produto um pouco antes de seu lançamento é um golpe duro para qualquer empresa. Além disso, a experiência de Jim Baldwin seria de grande valia para os projetos da Intel Media.

O profissional, ao longo da sua carreira, colaborou em diversos trabalhos semelhantes, sendo inclusive uma peça-chave na criação do Microsoft Mediaroom, no qual ele ficou por oito anos, por exemplo. Outros projetos de TV, como o WebTV Plus, Echostar DIshplayer, Ultimate TV e DirecTV também tiveram o dedo de Baldwin.

Câmera polêmica

Além da saída de um dos seus principais engenheiros, outra grande polêmica atinge a Intel Media e a sua TV nos últimos dias: a câmera acoplada ao aparelho. Caso você ainda não saiba, o sistema terá um dispositivo que filmará o ambiente 24 horas por dia. Segundo a Intel, a ideia é monitorar se os telespectadores estão prestando atenção à televisão, se estão se movendo pela sala ou se estão dispersos, por exemplo.

Câmera vem causando discussão (Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

Muitas reclamações têm surgido por parte dos consumidores e também em fóruns da internet, pois tal ferramenta seria considerada um abuso e uma invasão de privacidade. Segundo a Intel, contudo, o aparelho seria utilizado puramente para fins de direcionar melhor a programação. Além disso, Erik Huggers, CEO da Intel Media, defende-se dizendo que o Kinect também usa uma câmera – e que milhões de pessoas têm o aparelho da Microsoft em suas residências.

Com ou sem polêmicas, o fato é que a companhia aposta alto no serviço, dizendo que a ferramenta será algo capaz de “mudar o jogo”, causando grande impacto no mundo do entretenimento. Eles inclusive já contam com diversas parcerias importantes. E aí, o que você acha?

Cupons de desconto TecMundo: