(Fonte da imagem: Reprodução/TechJailbreak)

A Intel fabrica há alguns anos um processador chamado Itanium, usado em servidores – especialmente os da HP. Mas, recentemente, a empresa anunciou que está interrompendo os seus planos de desenvolvimento da próxima versão do processador, o que levantou dúvidas sobre o seu futuro.

A empresa planejava lançar um novo processador mais avançado do que o Itanium em sua próxima geração. Ele já tem até um codinome: Kittson. Mas, segundo a própria Intel, ele será produzido usando o mesmo processo de fabricação de 32 nanômetros que a companhia já usa nas versões atuais do Itanium.

Um novo nome, o mesmo processo

Anteriormente, a Intel já havia prometido que o Kittson usaria um processo de fabricação mais avançado –  o que não deve acontecer. Normalmente, cada nova geração de processadores utiliza um processo menor de fabricação de nanômetros, permitindo mais transistores, uma operação mais rápida e um menor consumo de energia.

A Intel também mudou seus planos de fazer o soquete do Kittson compatível com chips para servidores Xeon, uma medida que poderia reduzir os custos para a Intel e a HP. O Kittson vai usar o mesmo soquete existente atualmente no Itanium 9300 e 9500. 

Cupons de desconto TecMundo: