Depois de tentativas anteriores que não tiveram sucesso, a Intel finalmente anunciou que entrará para valer no mercado de processadores para smartphones. Na terça-feira, a empresa divulgou que está trabalhando em conjunto com a Google para produzir componentes otimizados para os aparelhos Android.

Isso demonstra o fim da parceria entre Intel e Microsoft (chamada de Wintel), na qual a primeira entregava o hardware e a segunda o software otimizado para a plataforma. Essa ação parece ser reflexo ao anúncio da Microsoft que afirma que seu novo sistema operacional, o Windows 8, será capaz de rodar em processadores que não utilizam da tecnologia x86, abrindo espaço para os processadores ARM e NVIDIA.

A gigante dos processadores deverá efetuar o design de uma nova carga de chips focados em aparelhos móveis, visto que os atuais não são energeticamente viáveis. Contudo, no vídeo abaixo, a empresa já exibe um protótipo do aparelho rodando o Android 2.3 Gigerbread e que utiliza um processador Atom de 32 nm.

A empresa afirma também que os primeiros aparelhos a carregar seus processadores podem começar a chegar a partir da segunda metade de 2012. Além disso, não será surpresa se, a partir de agora, também vermos a AMD entrando nesse mercado.

Cupons de desconto TecMundo: