Segundo uma nota publicada em seu Technology and Manufacturing Day, a Intel pretende ficar uma geração inteira à frente de seus concorrentes Samsung e TMSC quando sua próxima geração de chips for lançada.

Chamada Cannon Lake, a linha de processadores – já há muito tempo para ser lançada – vai finalmente entrar na casa dos 10 nanômetros graças ao “hyper scaling” capaz de dobrar sua quantidade de transistores (como já diz a Lei de Moore).

A Intel não deixa barato e garante: a tecnologia deles permite o dobro da quantidade de transistores encontrados nos chips competidores

Em comparação com os processadores Kaby Lake, da atual geração da Intel, a nova linha poderá ter um desempenho até 25% maior e um consumo de energia 45% menor. Tendo em vista que chips de 10 nm já são fabricados pelas concorrentes da empresa, a briga promete ser boa, mas a Intel não deixa barato e garante: a tecnologia deles permite o dobro da quantidade de transistores encontrados nos chips competidores.

Confiança em primeiro lugar

Melhor ainda do que isso, a Intel pretende melhorar ainda mais essa tecnologia com o que estão chamando de 10++, um processo que vai evoluir ainda mais os chips de 10 nm com 15% a mais de performance e 30% menos uso de energia.

Se confiança é um fator importante para ser bem-sucedido, a Intel está no caminho certo, mas apenas o tempo vai dizer se a nova geração de processadores da empresa realmente vai ser tudo isso e bater de frente com seus principais concorrentes. A nota da Intel pode ser lida (em inglês) na íntegra clicando neste link.

Cupons de desconto TecMundo: