A estrutura do instrumento (Fonte da imagem: Magnetovore)

O estudante de engenharia elétrica, David Levi (ou “Magnetovore”), criou o primeiro violoncelo magnético. O instrumento possui certa semelhança com a estrutura do modelo tradicional, no entanto, o funcionamento é inteiro à base de magnetismo. Ele não possui cordas e o violoncelista não vai utilizar exatamente um arco para tocar.

O instrumento possui similaridade, tanto no tamanho quanto na forma, de um violoncelo acústico. Para tocá-lo, o violoncelista utiliza uma barra imantada em vez do arco. Esse dispositivo é responsável por induzir voltagem em uma bobina (que seria a “ponte”), de maneira a controlar o volume do som. Em vez de cordas, ele possui faixas com resistência elétrica.

Essas faixas estão ligadas a um oscilador controlado por voltagem. Dessa forma, o volume das notas pode ser manipulado por meio do “arco” utilizado para tocar o instrumento. O violoncelo magnético não possui qualquer tipo de circuito digital ou microchip. Ele foi inteiramente montado com capacitores e resistores.

O som produzido lembra aquele emitido pelo instrumento tradicional. No entanto, David Levi afirma que ainda está ajustando tanto a manipulação quanto o tom do violoncelo, para apresentar melhores resultados. Confira o vídeo de demonstração produzido por ele (em inglês).

Cupons de desconto TecMundo: