(Fonte da imagem: Reprodução/Instagram)

O Instagram não está povoado apenas de fotos de animais, paisagens e pratos de comida. Segundo uma reportagem do The Daily Beast, a rede social virou também um mercado aberto para a comercialização de armas de fogo de todos os tipos.

Procurando por hashtags comuns, como #forsale ("à venda"), é possível encontrar uma Colt antiga e estilosa, um rifle AR-15 personalizado e coleções de facas de combate. Os preços cobrados são variados e não faltam ofertas e interessados. Para escapar da polícia ou de leis, a preferência é por compradores que morem na mesma cidade da origem da oferta.

O comércio de armas foi proibido no Craigslist, um dos mais populares sites de vendas nos Estados Unidos. Já páginas especializadas, como o GunBroker.com, só fazem negócios se você apresentar a licença para porte desses equipamentos.

É possível comprar um arsenal no site. (Fonte da imagem: The Daily Beast)

O Instagram, entretanto, não é um site de leilões ou algo parecido e, por isso, não possui nenhuma política contra esse tipo de ação, deixando o caminho livre para os vendedores e compradores. Ações possíveis seriam banir as fotos de armas de fogo ou ficar de olho nas hashtags populares.

Cupons de desconto TecMundo: