Já faz algum tempo que o Instagram tenta ser mais do que um aplicativo para ser uma rede social, mas há momentos em que ele se esforça para não alcançar seus objetivos. Um exemplo bem recente disso são as exclusões de fotografias enviadas por aplicativos third-party — desenvolvidos por outras empresas, não sendo oficiais — instalados nos smartphones com Windows Phone.

Atualmente, apenas o Android e o iOS possuem versões oficiais do Instagram e, por eles, qualquer usuário pode realizar o envio de fotos com os efeitos prometidos pelo software — e também vídeos, dependendo da versão instalada. Mas no sistema da Microsoft isso não acontece, pois o Instagram ainda não criou uma versão oficial do software para ele. E não se sabe se isso vai mudar logo.

Enquanto isso não acontece, muitos consumidores estavam optando por outros softwares para o envio das imagens — a visualização pode ser feita pela versão web do Instagram. Um exemplo bem conhecido é o Instance, mas os sistemas de detecção do Instagram estão percebendo quais são os usuários “invasores” e essas fotografias estão sendo excluídas dos servidores.

(Fonte da imagem: Reprodução/Daniel Gary (Twitter))

Daniel Gary, desenvolvedor principal do Instance, fez piada no Twtter: “Evidentemente o Instagram tem pequenos espiões que vigiam todos os usuários do Windows Phone e apagam as imagens deles após o envio. #apenaspensandonisso”.

[Atualizado]

Para o The Verge, Gary disse que a culpa não é do Facebook (atual proprietário do Instagram), pois o sistema é fechado e o Instance que seria o intruso na história. O Instagram passou por atualizações e vários apps similares passaram a apresentar o mesmo problema, mas isso não representaria exclusões diretas. Gary afirma também que está buscando novas formas de permitir que os usuários do Windows Phone consigam enviar suas fotografias para o serviço.

Cupons de desconto TecMundo: