(Fonte da imagem: Divulgação/Instagram)

Depois da má recepção a seus novos termos de serviço e da polêmica gerada em redes sociais, o Instagram decidiu voltar atrás e cancelou a mudança que iria afetar a vida de todos os seus usuários. Segundo Kevin Systrom, CEO do serviço, a empresa falhou em passar informações de forma clara a seus clientes, o que gerou a grande confusão vista nos últimos dias.

“Por causa das respostas que ouvimos de vocês, estamos revertendo nossa seção de publicidade à versão original, que está em efeito desde que lançamos o serviço em outubro de 2010”, afirma Systrom em uma atualização no blog oficial do Instagram. Segundo ele, a companhia continuará desenvolvendo seus planos de publicidade, que só vão ser apresentados ao público quando finalmente estiverem completos.

O CEO também reforçou que em nenhum momento a companhia teve a intenção de vender as fotos publicadas por seus usuários. “Eu quero ser bastante claro: o Instagram não tem e nunca teve a intenção de vender as suas fotos. Não somos os donos delas — vocês são”, declarou ele de forma enfática.

Nova versão para o iOS

Com o fim da polêmica relacionada aos termos de serviço do software, uma nova versão do aplicativo chegou ao iOS na última quinta-feira (20). Além de providenciar um suporte aprimorado a diferentes linguagens, a atualização acompanha um bug que mostra de maneira enganosa as opções de privacidade dos usuários — mesmo fotos consideradas privadas são mostradas como se pudessem ser vistas por qualquer pessoa.

(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Segundo o The Verge, o problema está relacionado somente à mensagem exibida pelo programa, então não é preciso se preocupar em ter suas imagens privadas vistas por pessoas não autorizadas. Os administradores do Instagram já estão cientes do problema e estão trabalhando em uma solução que deve ser liberada ao público em breve.

Cupons de desconto TecMundo: