Diante da falta de curtidas ou da percepção de que algo não saiu muito legal, muitos usuários do Instagram costumam deletar suas fotos — somente para se arrepender momentos depois. Para evitar que a possibilidade de recuperar esses conteúdos afete sua monetização, os responsáveis pela rede social estão trabalhando em um novo sistema que arquive automaticamente conteúdos publicados.

Na prática, o sistema serve como uma espécie de filtro que simplesmente esconde as fotografias que você não deseja tornar públicas. Atualmente em fase de testes, o recurso deve possibilitar tanto a recuperação de fotografias quanto a programação de conteúdos que você ainda não quer disponibilizar para outros.

“Sempre estamos testando novas maneiras de melhorar a experiência do Instagram”, afirmou um representante da companhia ao TechCrunch. A previsão é que o sistema de arquivos seja disponibilizado aos poucos para todos os usuários, processo que vai se desenrolar nos próximos meses.

O novo recurso deve eliminar umas das “falhas” do Instagram, que é o caráter efêmero de seu conteúdo, que pode ser facilmente perdido diante de um momento de empolgação ou raiva —quem nunca deletou uma foto de um ex-namorado ou ex-namorada? Até o momento, a rede social não explicou os critérios para que um usuário receba o recurso, mas tudo indica que os chamados “influenciadores digitais” devem ter acesso prioritário a ele.

Cupons de desconto TecMundo: