Carolyn Everson, vice-presidente de marketing global do Facebook, concedeu uma entrevista ao Bloomberg na qual comentou um pouco sobre a estratégia do Instagram, rede social de fotos que foi adquirida por Mark Zuckerberg.

De acordo com o Everson, o Facebook quer que os usuários do Instagram criem mais conteúdo ainda dentro da rede social e, para isso, pretende incentivar pessoas e empresas com maior número de seguidores.

O Instagram representa 15% da receita de ads do Facebook

Para tornar isso real, a equipe de marketing está pensando em novos modelos de monetização dentro da rede social, com receitas geradas por meio de vídeos ao vivo e até notícias.

"O conteúdo tem uma importância incrível no Facebook e no Instagram. Nós queremos ser a principal plataforma de distribuição e estamos atrás de diferentes maneiras de ajudar os produtores de conteúdo a monetizar esse trabalho. Estamos explorando modelos de receitas", afirmou a vice-presidente.

Monstrinho crescendo

Talvez você não saiba, mas a taxa de adoção de consumidores no Instagram é maior do que a registrada no início do Facebook — ok, estamos em "outros tempos", mas isso é visto com bons olhos pela equipe de marketing. Atualmente, a rede social de fotos possui mais de 400 milhões de usuários ativos.

De acordo com a Bloomberg, analistas do eMarketer acreditam que o Instagram é uma peça-chave para o crescimento do Facebook — por exemplo, os anúncios no aplicativo devem trazer US$ 1,5 bilhão em receita em 2016, 15% da receita total de anúncios do Facebook.

Para acompanhar o resto da entrevista, clique aqui. Já para ficar de olho em todas as novidades do Instagram e do Facebook, clique nos links anteriores.

Cupons de desconto TecMundo: