O instituto IDC de análise de mercado acaba de divulgar um estudo sobre o mercado de impressão no Brasil. De acordo com as pesquisas realizadas, o volume total de equipamentos de impressão vendidos no Brasil em 2014 caiu em 11,9% quando comparado ao ano de 2013 — o que representa cerca de 400 mil equipamentos a menos sendo comercializados. No total, foram 3,2 milhões deles saindo das lojas.

Em termos de valores, o montante gerado por essas vendas foi de US$ 804,6 milhões, que representa 18,4% a menos do que em 2013. O IDC diz também que a redução vale para os dois segmentos do mercado de impressão: jato de tinta e laser, que representam 73,1% e 26,9% das vendas, respectivamente.

O IDC deixa  bem claro: “Os resultados de ambas as tecnologias são altamente influenciados pelos volumes de vendas dos equipamentos de menor porte, que em decorrência de suas especificações técnicas e precificação, são em sua maioria endereçados à demanda de usuários domésticos, profissionais liberais e pequenas empresas - neste nicho de mercado houve a maior queda em volumes de vendas”.

De acordo com o instituto e com as empresas da área, os dois fatores que mais afetaram o mercado de impressão foram a instabilidade do dólar — que afeta diretamente o mercado de eletrônicos e bens de consumo em geral — e a atual dinâmica mercadológica. Mesmo assim, espera-se que haja uma recuperação dos números já em 2015 e 2016, pois o IDC afirma que o mercado está amadurecendo para os produtos que estão por vir.

Cupons de desconto TecMundo: