Apesar do preço ainda elevado, as impressoras 3D pavimentam cada vez mais seu caminho para o futuro, sendo utilizadas em projetos de engenharia, em diversos setores da medicina e até para a construção de imóveis. Uma unidade exibida na CES 2016, porém, faz uma espécie de “retorno às origens” ao dispensar os mais variados tipos de plásticos – ou polímeros – e usar papel como matéria-prima de suas criações. Projetado pela Mcor, a Arke utiliza o material de forma exemplar e consegue produzir objetos totalmente coloridos.

O modelo é um tipo de irmão menor da poderosa Iris HD, impressora 3D de grande formato da mesma fabricante que não sai por menos de US$ 47 mil (cerca de R$ 190 mil) aos interessados pela tecnologia. Custando uma fração disso – US$ 6 mil (R$ 24,3 mil) –, a Mcor Arke foi idealizada como uma solução desktop compacta para as impressões tridimensionais, com medidas e custos mais compatíveis com entusiastas do setor, pequenas empresas e instituições de ensino. O peso do brinquedinho, por exemplo, não chega a 50 quilos.

Uma escola de arquitetura nos EUA, por exemplo, tem utilizado os produtos da empresa para ensinar os alunos na prática, permitindo que eles vejam e sintam fisicamente os projetos que antes existiam apenas em um desenho técnico ou na tela do computador. “Esses estudantes têm um pensamento espacial excepcional, então eles apreciam muito a oportunidade de ter em mãos algo que eles elaboraram em suas cabeças e modelaram no software”, explicou o professor Adam Truncale ao site Geeky Gadgets.

De acordo com o anúncio feito no evento de eletrônicos, a expectativa é que o produto comece a ser despachado no próximo trimestre. Quem ficou empolgado com a máquina talvez prefira correr para garantir seu dispositivo, já que a fabricante revelou que já recebeu mais de 2,5 mil pedidos somente no período de pré-venda da Arke.

Qual seria a sua primeira criação em uma impressora 3D? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: