Entre as novidades do mundo da tecnologia, uma das que os aficionados mais esperam que seja popularizada é a impressora 3D. O periférico possibilita inúmeras opções de uso, mas ainda esbarra em algumas dificuldades para que seu preço seja reduzido, como a baixa produção e o alto custo de desenvolvimento. Além disso, os materiais usados para produção também não são nada baratos. David, um projeto disponível no Kickstarter, quer mudar esse cenário com simples retalhos.

Postado no site de financiamento coletivo, David é uma impressora 3D criada para produzir objetos de qualidade usando diversos tipos de materiais. A maioria das impressoras do gênero funciona, hoje em dia, com rolos de filamentos, que nada mais são do que plástico transformado em fios na medida certa para serem usados em impressões. O time da Sculptify, criadora da David, vê esses filamentos como os cartuchos de tinta das impressoras convencionais: são modelos específicos para aparelhos específicos, vêm em pouca quantidade e – sobretudo – são caros.

Mais do que plástico

Para garantir um custo de impressão menor, David trabalha com materiais encontrados com muito mais abundância no mercado: retalhos. Os retalhos de plástico e outros compostos são a base de fabricação de diversos produtos industriais, portanto são fáceis de achar, estão disponíveis em diversas cores e são bem mais baratos do que os filamentos. Entre alguns dos materiais testados e aprovados pela Sculptify para o uso com David, estão o PLA (plástico biodegradável), o ABS (usado em capacetes), o TPU (famoso nas capinhas de celular) e o EVA (espuma vinílica bastante usada para artesanatos).

Muitos outros materiais já estão sendo postos a prova e o software da impressora acaba sendo atualizado para suportá-los, e o cliente também vai poder ajudar nesses dois fatores. A Sculptify incentiva o teste em novos tipos de matérias-primas, para que os dados possam chegar mais rapidamente à empresa. Fazendo uso do sistema open source, e contando com o apoio da comunidade, a companhia também espera levar o lado do software a um novo patamar.

Não bastassem essas inovações, David se apresenta como uma boa impressora 3D, e foi pensada de modo a ser produzida em série, algo que também acaba barateando os custos de produção. O aparelho é fabricado com peças de qualidade, oferece um sistema de impressão silencioso e preciso e é de fácil uso. Para imprimir, basta carregar o modelo 3D no computador, checar o material e a quantidade necessária para impressão, alimentar a máquina e aguardar para que o objeto finalmente ganhe forma.

Com pouco menos de 30 dias para ser finalizado, o projeto no Kickstater já conseguiu angariar 50% do dinheiro necessário para levar o produto à frente, passando para a fase de produção. Há uma opção especial de doação para apoiadores internacionais – fora dos EUA –, que com US$ 3,3 mil mais frete, podem receber em casa sua impressora 3D David. Mas se prepare para esperar um pouco, pois o modelo só deve ser enviado em maio de 2015. Pelo menos, dá tempo de pensar em bastante coisa para legal para imprimir, não é?

Cupons de desconto TecMundo: