(Fonte da imagem: Reprodução/CNET)

Se você é um grande fã da trilogia Matrix, já deve ter ouvido falar de Julian Sing. Ele foi o modelador dos dois últimos filmes da saga, sendo que essa função foi algo que alavancou a carreira do canadense. Por conta disso, ele já é bem conhecido no meio cinematográfico — algo que é ótimo para qualquer profissional.

Contudo, assim como o próprio Sing afirma, as pessoas o conhecem apenas por conta de suas conquistas como modelador. Apesar disso, ele tem outros interesses e aptidões, como trabalhos artísticos com recortes a laser, esculturas e, por mais incrível ou estranho que pareça, a sua paixão por padaria.

Uma alternativa que deu certo

Acontece que Julian resolveu unir dois de seus gostos pessoais em um só, juntando os trabalhos de cozinha com a modelação — e isso resultou em algo realmente bacana. A ideia do canadense foi a de alterar uma impressora 3D, do modelo ZPrinter 310 Plus, para que o aparelho fosse capaz de trabalhar com açúcar e água.

Esses dois materiais, com a adição de um agente secreto não compartilhado pelo modelador, permite que sejam criadas diversas “esculturas doces”, mas que não comestíveis. Aparentemente, a intenção não é a de decorar pratos e nem nada do tipo, apenas criar algo diferente do que é visto por aí.

Quando perguntado sobre o motivo de escolher o açúcar, Sing explicou que está envolvido com a impressão 3D há algum tempo e conseguiu uma máquina usada. No entanto, os altos custos da manipulação da impressora impediram a abertura de um negócio e ele acabou procurando por meios alternativos. O açúcar surgiu como opção, já que ele realmente aprecia pratos doces.

Abaixo, você confere uma pequena galeria com diferentes trabalhos do modelador canadense.

Cupons de desconto TecMundo: