(Fonte da imagem: Tecmundo)

A MakerBot costuma aproveitar a CES para apresentar suas novidades, e este ano não foi diferente. Durante a conferência de imprensa que ocorreu no último dia 6 de janeiro em Las Vegas, o cofundador e CEO da empresa, Bre Pettis, subiu ao palco para contar o que há de novo.

Pettis não conseguia esconder a empolgação no início da apresentação. Logo que subiu ao palco começou a contar como a MakerBot tem sido um sucesso no mundo todo. Segundo ele, a empresa já comercializou mais de 44 mil impressoras 3D desde o início.

Outro número impressionante é em relação ao Thingiverse, a comunidade de designs e modelos em três dimensões que pertece à MakerBot e reúne o trabalho de muitos artistas e entusiastas.

Pettis também falou sobre como as impressoras 3D têm mudado o modo como se cria produtos. Segundo ele, gênios estão surgindo e a criatividade está aflorando por todas as partes.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Recentemente, a MakerBot abriu diversas lojas nos Estados Unidos. Cidades como Nova York e Boston já possuem locais onde as pessoas podem entrar, ver e entender como as impressoras 3D funcionam de perto. Pettis, que já foi professor, conta que um de seus maiores sonhos é colocar pelo menos uma impressora 3D dentro de cada escola americana para incentivar o desenvolvimento dos jovens.

Novos modelos de impressoras

A novidade que todos esperavam finalmente chegou. Bre Pettis apresentou três novas impressoras desenvolvidas pela companhia: MakerBot Mini, MakerBot Replicator e MakerBot Z18.

MakerBot Mini

A MakerBot Mini é uma impressora compacta que possui o mesmo formato da primeira impressora lançada pela companhia, a CupCake, mas as semelhanças entre elas acabam por aí. Esse modelo é extremamente poderoso e a sua principal vantagem é a facilidade de uso. Segundo Pettis, basta ligar, carregar o modelo e imprimir. Não é necessário alinhar a plataforma de impressão e nem realizar ajustes complexos no equipamento.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Outra novidade presente na MakerBot Mini é uma câmera dedicada que serve para o usuário monitorar o trabalho de impressão enquanto não está por perto. Como cada trabalho pode levar muitas horas, acompanhar o processo de longe pode ser uma escolha interessante. Essa câmera também permite que imagens dos objetos sendo impressos possam ser compartilhadas nas redes sociais.

Pettis garante que trabalhar com essa impressora é o mesmo que utilizar uma câmera “point and shoot”: basta ligar e imprimir. O modelo deve estar disponível na primeira metade de 2014 e o custo será de US$ 1.375 (cerca de R$ 3.200, sem impostos).

MakerBot Replicator

O título pode não ser novo, mas a impressora é. A nova versão do modelo tradicional possui inúmeras novidades interessantes. Uma delas é o sistema de nivelamento por sensores luminosos: basta girar o botão até que a luz específica se apague. Com isso, é possível alinhar com precisão a plataforma de impressão.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Esse modelo traz um painel de controle completo na parte da frente. A tela é colorida e permite que qualquer configuração ou ajuste mais complexo possa ser feito rapidamente e sem dificuldade. Como o anterior, esse modelo também possui uma câmera embutida para que seja possível monitorar o trabalho ou compartilhar as imagens nas redes sociais.

A nova MakerBot Replicator pode imprimir objetos com definição de até 100 mícrons para garantir os detalhes, e é possível acessar a impressora através de quatro jeitos diferentes: WiFi, cabo de rede, cabo USB ou pendrive.

A MakerBot Replicator equilibra perfeitamente a qualidade do trabalho e a facilidade de impressão e serve tanto para amadores quanto para profissionais. Ela já está disponível no mercado e pode ser adquirida por US$ 2.899 (cerca de R$ 6.890, sem impostos).

MakerBot Z18

A MakerBot Z18 é a maior impressora já fabricada pela companhia. Com uma área de aproximadamente 30,5 x 30,5 x 45,7 centímetros, é possível criar objetos imensos, até mesmo capacetes em tamanho real, como foi mostrado durante a apresentação.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Além disso, a Makerbot Z18 pode imprimir diversos produtos de uma só vez. Isso facilita muito o trabalho de impressão. O modelo também conta com os mesmos recursos das impressoras apresentadas antes: câmera para monitoramento da impressão e painel de controle colorido.

A MakerBot Z18 é a mais profissional de todas e chega ao mercado na primeira metade de 2014 custando US$ 6.499, algo em torno de R$ 15 mil, sem os impostos.

Todas essas impressoras possuem um novo modelo de extrusora que pode ser facilmente destacado da cabeça de impressão. O Smart Extruder sabe quando está faltando matéria-prima e manda avisos caso encontre algum problema no meio do caminho.

Softwares de gerenciamento

Para controlar a impressão dos objetos, é preciso de um software capaz de realizar esse tipo de tarefa com precisão. É por isso que a MakerBot está lançando o MakerBot Apps, uma suíte de aplicativos e serviços de impressão completos.

Entre esses aplicativos está o MakerWare, o já conhecido software de gerenciamento de impressão. da compahia. Com ele é possível definir parâmtros como tamanho e posição do objeto antes da impressão.

Junto com ele está o Printshop, um software desenvolvido para possibilitar que mesmo pessoas sem experiência na editoração 3D possam criar objetos personalizados. O aplicativo permite que sejam criados braceletes e outros acessórios de forma simples e rápida.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Outra característica importante é que os softwares podem ser conectados com o Thingiverse, a comunidade de impressoras 3D da MakerBot para o download de modelos e o gerenciamento de sua coleçao de objetos para impressão.

Esses softwares estão disponíveis gratuitamente para Mac, PC e Linux.

Para completar, a empresa também está disponibilizando o MakerBot Mobile, um software de gerenciamento que permite que o usuário administre o seu trabalho a partir de qualquer lugar através de um smartphone ou tablet iOS ou Android.

 

 

Cupons de desconto TecMundo: