(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

A impressão 3D é um assunto que vem crescendo nos gostos dos amantes de tecnologia dia após dia. A maior parte das informações divulgadas sobre o assunto não envolvem a aplicação desse tipo de avanço na fabricação de produtos que já podemos ver por aí atualmente, mas isso pode estar prestes a mudar: a Rolls-Royce, famosa por fabricar carros de luxo, vai utilizar as impressoras tridimensionais para auxiliar na criação de seus motores de avião.

Embora a companhia esteja cogitando a ideia já faz alguns anos, somente agora tomou a decisão de que a tecnologia já é madura o suficiente para ser utilizada em seu negócio. Confiante de ser capaz de elevar os limites da fabricação aditiva para que alcance os níveis de precisão necessários para a engenharia aeronáutica, a empresa começará a usar impressoras 3D para desenvolver partes metálicas e cerâmicas dos motores de suas aeronaves comerciais.

Segundo o chefe de tecnologia da Rolls-Royce, a criação com recursos tridimensionais abre novas possibilidades e amplia o espaço de design. “Por meio do processo de impressão 3D você não é limitado pela necessidade de ter que usar uma ferramenta para conseguir criar uma forma. Você pode fazer qualquer formato que quiser”, afirmou.

Veio para ficar

Inicialmente, a companhia ira usar a técnica para criar suportes e bocais de combustível, que podem ser feitos para pesarem menos ao se usar impressoras 3D do que pesariam se criados por outros métodos de fabricação. Isso certamente é um passo pequeno, mas é um sinal definitivo de que a impressão tridimensional não é apenas uma modinha.

Cupons de desconto TecMundo: