Comparação entre material impresso e o nácar (Fonte da imagem: Reprodução/Wired)

Parece que a ciência está invertendo alguns conceitos. Depois de um estudo provando que o cimento conduzir eletricidade, uma equipe de cientistas realizou testes com polímeros para mostrar que as estruturas dos ossos podem servir de base para as construções do futuro.

Conforme notícia publicada no site Wired, a junção de dois polímeros em um determinado padrão (neste caso foi usado o padrão da biologia, misturando ossos com nácar) pode garantir resistência elevada. Os testes foram realizados com o uso de uma impressora 3D, capaz de simular essas estruturas de tamanho ínfimo.

O time de pesquisadores do MIT, liderados pelo cientista Markus Beuhler, também fez algumas experiências com outros dois tipos de estruturas: uma similar a cristais de calcita e outra com o padrão de um diamante. Todos os procedimentos foram realizados com softwares capazes de trabalhar com precisão em resolução de micrometros.

Para Beuhler, a grande sacada é que podemos alterar os padrões humanos e moldar os materiais de diversas formas. Para o futuro, a equipe pretende desenvolver modelos de metamateriais em escalas maiores, os quais possam ser aplicados na engenharia civil do futuro.

Cupons de desconto TecMundo: