O que a impressão 3D não consegue fazer atualmente? Bonecos, casas inteiras e até comida são “fabricados” com a tecnologia, mas essa é a primeira vez – de que se tenha registro – que vemos um robô de seis patas feito a partir de materiais líquidos e sólidos. A autoria do trabalho é da equipe do MIT, que utilizou um equipamento comum (vendido a qualquer consumidor, aliás) para a criação.

O vídeo acima mostra parte do processo. Para que se tenha uma ideia, a impressão levou cerca de 22 horas. Basicamente, a solução se resume a utilizar uma impressora de tinta para depositar pequenas doses de material líquido e depois usar luz UV de forte intensidade para solidificar as partes necessárias. Essas doses são finíssimas – apenas 20 a 30 mícrons em diâmetro, valor que equivale a menos da metade da espessura de um cabelo humano. Incrível ou soberbo? As partes finais são construídas camada a camada.

A “invenção” desse robozinho caminhante é interessante na medida em que mostra os avanços da tecnologia em transformar componentes individuais em sistemas completamente ativos.

“Tudo o que você precisa fazer é unir uma bateria e um motor e tem um robô que praticamente pode caminhar para fora da impressora. A pesquisa é um passo adiante na rápida fabricação de máquinas funcionais”, afirmou Daniela Rus, diretora da equipe, em comunicado enviado à imprensa.

Esse pequeno robô de seis patas foi feito numa impressora 3D a partir de materiais líquidos e sólidos

Robô levinho!

O peso do pequeno robô hexápode, que tem apenas seis polegadas, é de 600 gramas. Com as informações coletadas no projeto, é possível imaginar vários contextos para a utilização dessas criaturinhas. A exploração de locais em que ocorrem catástrofes naturais, por exemplo, onde humanos não conseguem ir facilmente, é um deles.

O processo adotado em todo o projeto foi apelidado de “hidráulicos imprimíveis”, e os pesquisadores afirmam que se trata de um dos métodos mais complicados do segmento.

O que você acha das impressões 3D para conseguir coisas completamente funcionais? Comente no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: