Criticada por deixar de lado o iMac em anúncios recentes, a Apple deu uma atenção especial a seu desktop durante a WWDC 2017. A companhia anunciou que a linha vai receber os processadores Kaby Lake da Intel e aquilo que ela chama de “melhores displays de todos os tempos” do modelo Mac.

As novas telas de 21,5 e 27 polegadas possuem brilho máximo de 500 nits, 43% a mais do que a versão mais antiga. Enquanto a versão menor trabalha com até 32 GB de memória RAM, o modelo mais amplo pode vir equipado com até 64 GB — o dobro da capacidade máxima disponível anteriormente. Os novos iMac trazem duas portas Thunderbolt 3 USB-C, marcando a estreia da tecnologia na linha.

Em matéria gráfica, a versão mais compacta traz a GPU Intel Iris Plus 640, também podendo ser equipada com a Radeon Pro 555 ou 560. O iMac de 21,5 polegadas com resolução 4K pode optar entre a Radeon Pro 570, 575 ou 580, com quantidade máxima de 8 GB de memória VRAM — junto ao MacOS High Sierra, isso garante a possibilidade de usar aplicativos de realidade virtual.

A Apple preferiu não mexer no visual dos Macs, que já estão à venda a partir de sua loja oficial online. Enquanto a versão de 21,5 polegadas custa US$ 1.099, aquela equipada com o mesmo tamanho de tela com resolução 4K sai por US$ 1.299 em sua encarnação básica — até o momento, a companhia não liberou os preços oficiais que serão cobrados no Brasil.

iMac Pro

A Apple também anunciou a primeira geração iMac Pro, que pode ser equipada com um processador Xeon de 18 núcleos e um display com resolução 5K. Com a promessa de ser “o Mac mais poderoso de todos os tempos”, o dispositivo deve fazer justiça a esse título com um preço inicial de US$ 4.999.

A versão básica tem um processador Xeon de 8 núcleos, sendo possível equipá-la com uma nova GPU AMD Radeon Vega com até 16 GB de memória VRAM. O hardware tem espaço para até 4 TB de armazenamento SSD, leitor de cartão UHS-II SDXC, memória RAM de 2.666 MHz e outros itens que ajudam a encarecer ainda mais seu valor.

Segundo a empresa, o novo modelo é voltado a quem trabalha com a edição de conteúdos pesados ou gosta de jogar games de última geração e se aventurar por aplicativos de realidade virtual. Até o momento não há qualquer indicação de que o gadget receba um lançamento oficial no Brasil.

Cupons de desconto TecMundo: