Quem nunca ficou viciado em palavrões? (Fonte da imagem: Divulgação/IBM)

Gírias e expressões que utilizamos para determinados momentos podem ser engraçadas quando usadas com adequada entonação e contexto. Porém, quando os palavrões que achamos quase inofensivos são ditos a torto e a direito, a coisa pode ficar um pouco mais séria. Foram erros desse tipo que transformaram o computador mais inteligente do mundo, o IBM Watson, em um verdadeiro boca-suja.

Enquanto tentavam melhorar a capacidade de comunicação e compreensão da linguagem humana de Watson, seus criadores nos laboratórios da IBM encheram a memória da máquina com vocabulário urbano, gírias etc. Contudo, um problema surgiu com isso: Watson se tornou um tipo de viciado em palavrões, tendo usado até o termo “bullshit” (além de alguns outros que o horário não permite traduzir) para responder a uma pergunta.

Uma das responsáveis pelo projeto, Michal Lev-Ram, disse que o computador não soube lidar com o novo vocabulário. “Watson não pôde distinguir a linguagem polida da profana, da qual a linguagem urbana está cheia. Ele pegou alguns hábitos ruins lendo a Wikipédia também”, explicou Michal.

Por fim, para “limpar a boca” de Watson, a única alternativa que o pessoal da IBM conseguiu pensar foi deletar todo o conteúdo impróprio da memória do computador. Agora, é só esperar que ele não tente aprender tudo de volta.

Cupons de desconto TecMundo: