A Kingston é uma das pioneiras em tecnologias de memórias, inovando constantemente no mercado de armazenamento com soluções inteligentes para consumidores que necessitam de produtos robustos e versáteis.

Recentemente, aproveitando a chegada do padrão M.2, a fabricante apostou em uma série de modelos que entregam desempenho superior ao que vemos nos SSDs comuns. E, falando em performance, claro que a companhia desenvolveu projetos especiais para a linha HyperX.

Nós recebemos o modelo Predator de 240 GB, que usa o padrão G2 e vem já com adaptador para placas-mãe que ainda não contam com o socket M.2. O componente pode ser instalado em qualquer slot disponível e promete entregar taxa de transferência que chega a incríveis 1.400 MB/s (para leitura de dados). Será que esta é a solução ideal para o seu computador?

Especificações

  • Modelo: SHPM2280P2/240G
  • Capacidade: 240 GB
  • Padrão do SSD: M.2 2280
  • Interface: PCI-Express Gen 2.0 x4
  • Controlador: Marvell 88SS9293
  • Leitura: 1.400 MB/s
  • Gravação: 600 MB/s
  • Desempenho 4K leitura aleatória: até 160.000 IOPS
  • Desempenho 4K escrita aleatória: até 119.000 IOPS
  • Extra: acompanha adaptador para gabinetes low-profile
  • Consumo: 1,38 watts (ocioso) / 8,25 watts (máximo em modo escrita)
  • Vida útil: 1 milhão de horas
  • Peso: 10 g
  • Dimensões (C x P x A): 18,09 x 12,09 x 2,15 cm

Um adaptador muito útil

Consumidores pouco habituados com as novidades do mercado de hardware podem estranhar este SSD da linha HyperX Predator. O componente acaba surpreendendo num primeiro instante, afinal, em vez de trazer o conector padrão SATA, ele vem com um barramento para conexão em slot PCI-Express.

O conceito aqui é voltado para usuários que ainda contam com placas-mãe de gerações passadas ou de performance intermediária, muitas das quais ainda não contam com o novo socket M.2, que garante a compatibilidade com os novos dispositivos SSDs.

Usando o HyperX Predator M.2 PCIe, o consumidor não precisa atualizar toda a sua máquina para melhorar o desempenho de armazenamento. Basta instalar este SSD em qualquer slot disponível (que seja x4 ou superior) para que a máquina reconheça o dispositivo.

Feito isso, a unidade de estado sólido vai funcionar como qualquer outra, sendo possível usá-la para quaisquer fins. Você pode instalar o sistema operacional, jogos e softwares. A grande vantagem será notável no desempenho, já que o padrão M.2 G2 entrega performance de até 20 Gbps (contra apenas 6 Gbps do SATA 3).

Por dentro do produto

O controlador do HyperX Predator M.2 PCIe G2 x4 240 GB é o Marvell 88SS9293, que é um dos modelos mais robustos da atualidade, sendo praticamente uma exclusividade deste SSD da HyperX.

Na teoria, o componente da Marvell alcança taxas de transferência máxima de até 1.400 MB/s na leitura sequencial e de até 600 MB/s na escrita. Esses valores são realmente elevados, superando em mais do que o dobro os números alcançados em controladores presentes em SSDs comuns que usam o padrão SATA.

As capacidades de leitura e escrita aleatórias também impressionam bastante, chegando a 160.000 IOPS para leitura e 119.000 IOPS para escrita. Vamos conferir abaixo como o componente se sai na prática.

Testes de desempenho

Nós realizamos diversos testes com o SSD, rodando aplicativos específicos e benchmarks próprios para a medição de desempenho. Para completar, o colocamos ao lado de outros modelos para que seja possível ter uma base de comparação.

Importante: para fins de comparação, utilizamos SSDs de tamanhos e modelos diferentes durante os testes, algo que pode impactar levemente nos resultados. A diferença entre os testes também é relacionada ao tipo de dado sendo transferido para a unidade: compressível ou incompressível, já que algumas controladoras não compactam os dados antes da gravação, o que aumenta a velocidade, mas degrada mais rápido os chips de memória.

Máquina de testes

  • Sistema: Windows 10 Pro
  • CPU: Intel Core i7-6700K
  • Placa-mãe: GIGABYTE Z170-X Gaming G1
  • Memória: 16 GB RAM Corsair DDR4 2133
  • SSD: Corsair Neutron XT 240 GB
  • HD: 3 TB Seagate ST3000M001
  • Fonte: Corsair RM1000

Cópia de arquivo

Na tentativa de evidenciar os resultados práticos do HyperX Predator M.2 PCIe G2 x4 no dia a dia, nós rodamos um teste de cópia de arquivo. Trata-se de uma verificação bastante simples, mas que pode ser a mais interessante para você que pretende apenas levar dados de um computador para outro.

Neste teste, nós criamos uma pasta dentro do drive e copiamos um arquivo de vídeo de aproximadamente 4 GB para dentro dela. Depois, copiamos esse mesmo arquivo para uma segunda pasta, na mesma unidade. Para coletar os dados, utilizamos o aplicativo TeraCopy, que apresenta um relatório detalhado ao término do processo e não utiliza dados em cache, o que poderia comprometer o resultado final.

ATTO Disk Benchmark

O ATTO Disk Benchmark é um aplicativo simples que mede a transmissão de arquivos de vários tamanhos diferentes para calcular o desempenho do disco. O programa utiliza dados compressíveis e sequenciais, o que garante a velocidade máxima teórica, inclusive com controladoras que utilizam a compressão de dados.

Contudo, é importante lembrar que esses resultados não refletem exatamente o uso real do aparelho, já que nem sempre a máquina trabalha com dados sequenciais.

CrystalDiskMark

CrystalDiskMark é um software de testes que trabalha com diferentes modos de transmissão, incluindo gravação e leitura de arquivos sequenciais e randômicos de tamanhos variados.

O software utiliza dados incompressíveis, o que pode resultar em uma queda no desempenho em alguns SSDs. Esse tipo de teste reflete resultados mais próximos ao uso do drive no dia a dia.

HD Tune

O HD Tune mede a velocidade de leitura do drive de duas formas diferentes: primeiro, as velocidades máxima e mínima de transmissão; em seguida, a velocidade média de acesso aos arquivos. O software utiliza dados compressíveis durante o benchmark.

PCMark 8 - Storage

O PCMark 8 é desenvolvido pela Futuremark, empresa especialista em aplicativos de benchmark para várias plataformas. Para medir o desempenho do SSD, o PCMark trabalha com uma série de testes diferentes simulando operações de trabalho com aplicativos Adobe e Microsoft, além de games. Desta forma, é possível ter uma noção de como a unidade de armazenamento trabalha no dia a dia.

Vale a pena?

Os resultados dos nossos benchmarks com o HyperX Predator M.2 PCIe G2 evidenciam que há um grande ganho de performance se comparados aos resultados obtidos com SSDs que usam o padrão SATA. Tanto na escrita quanto na leitura, os testes mostraram que este componente é quase imbatível e deve entregar desempenho absurdo para quaisquer tarefas.

Obviamente, na questão de velocidade, não temos quaisquer reclamações a fazer, pois performance adicional nunca é demais, já que isso garante melhorias no dia a dia. Contudo, o desempenho extra não se deve exclusivamente ao tipo do produto (que vem com o slot PCI-Express), mas sim ao drive de estado sólido que usa o socket M.2 e entrega esse diferencial.

Na verdade, consumidores que já possuem placas-mãe dotadas do padrão M.2 dificilmente vão precisar de um produto deste tipo, já que é muito mais barato e prático comprar o SSD para encaixe direto na placa. As diferenças de performance tendem a ser mínimas desde que o chipset entregue performance razoável para o socket M.2.

Dito isso, precisamos avaliar apenas a questão do custo-benefício. Nas principais lojas de comércio online, o SSD HyperX Predator M.2 PCIe G2 de 240 GB está disponível por valores que ficam próximos de 1,3 mil reais.

Os valores são bem salgados se considerarmos que é possível encontrar somente o SSD M.2 por uns 600 ou 700 reais (inclusive o mesmo modelo da Kingston). O investimento acaba sendo válido para consumidores que não pretendem atualizar toda a configuração da máquina, mas não vale a pena para quem já tem placa com socket M.2. De qualquer forma, este SSD é mais um ótimo componente da HyperX.

Cupons de desconto TecMundo: