A Huawei foi uma das fabricantes de smartphone que conseguiu uma tarefa difícil: se consolidar no mercado chinês e ter força suficiente para também ganhar espaço em outros mercados disputadíssimos pelo mundo, como é o caso da Europa. A chinesa recentemente passou a Apple – pela primeira vez, vale notar – em números de unidades exportadas, mas todo esse crescimento parece ter esfriado.

Isso porque a companhia viu seu número de vendas totais cair no segundo trimestre de 2017 em relação ao ano passado: de 32 para 30 milhões de unidades. Apesar de poder ser considerada uma redução marginal, esse pode ser um indicativo de períodos difíceis pela frente.

A queda já era esperada pela fabricante de modelos que se tornaram populares pelo mundo, como é o caso do P9 e do Mate 9, que considerou também outros fatores para a estagnação – algo que nem mesmo o mercado interno está ajudando a resolver, já que outras fabricantes, como a OPPO e a Vivo, veem seus números crescendo a cada dia que passa.

Vale lembrar que o mercado chinês é visto hoje como uma imensa mina de ouro por várias fabricantes ao redor do globo. Ainda assim, empresas com a Samsung estão com dificuldade para superar as marcas locais que vem crescendo em um ritmo bastante acelerado.

Cupons de desconto TecMundo: