Quem aqui se lembra do lançamento do HTC One? Um smartphone robusto, com ótimo hardware, design de fazer inveja e recursos fantásticos para a época. Você sabia que a linha One continuou e ainda está fazendo bonito? A última pergunta é: por onde anda a HTC?

Como você pode acompanhar neste artigo do TechCrunch, a companhia está "ferrada". É exatamente esta palavra que define a situação atual de uma das melhores fabricantes de smartphones que já existiram. E nós, brasileiros, já sentimos o golpe há algum tempo, quando ela fechou as operações por aqui.

O artigo comenta que a HTC já não vale nada no mercado de Wall Street. Ou seja, se você quisesse comprar todas as ações da empresa, ela teria de pagá-lo (sim, ao comprador) para assumir tudo de uma vez.

Outro golpe que a HTC tomou foi que alguns pesquisadores descobriram que o HTC One Max X está usando um leitor de impressão digital extremamente fácil de hackear. Ele usa um arquivo que é alterado na memória do aparelho com pouco trabalho — um cracker com pouco conhecimento conseguiria invadir a unidade.

A junção dos dois fatores abre duas perguntas: "De quem é a culpa?" e "Será que a HTC aguenta assim por muito tempo?".  E você, leitor, sabe a resposta? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: