Um novo smartphone, por si só, é capaz de recuperar financeiramente uma fabricante? Para o diretor-executivo financeiro da HTC, a saída de uma crise pode se dar a partir da confluência entre mais três ações. Como informa o PhoneArena, Chialin Chang, CFO da empresa, pretende cortar gastos, empregos e diminuir a quantidade de modelos de celulares disponibilizados pela companhia mundo afora.

O anúncio do aparelho que pretende revolucionar a linha de gadgets da HTC foi calorosamente feito por Cher Wang, é verdade – novos conceitos de design e especificações de ponta são aspectos esperados para o então apelidado “HTC Aero”. Mas a queda em 51% no valor da empresa em 2015 pede medidas emergenciais. Segundo Chialin, as demissões serão “significativas” e poderão afetar vários setores.

Futuro

Como parte da estratégia da HTC está seu foco sobre campanhas criativas de publicidade – pelo mercado indiano, 20% das vendas de handsets entre os preços de US$ 250 e US$ 400 são realizadas pela fabricante, cenário este bastante profícuo às novas apostas de propaganda.

As especificações técnicas do HTC Aero são ainda desconhecidas, mas o aparelho deverá, pelo menos, ser capaz de competir contra modelos de peso como o Samsung Galaxy S6 e S6 Edge para ter chances de conquistar simpatia por parte dos consumidores. Uma tela de 2560x1440 pixels em QHD vai acompanhar o vindouro celular? O anúncio do gadget é esperado para outubro, durante o evento AT&T.

O lançamento do "HTC Aero" será capaz de tirar a fabricante da atual crise? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: