Após o Oculus Rift ter espantado todos com seu preço acima do esperado (US$ 599, cerca de R$ 2.425), a pré-venda de um dos seus maiores concorrentes – o HTC Vive – foi anunciada para começar no próximo dia 29 de fevereiro. Ainda não se sabe o valor do dispositivo produzido pela empresa chinesa, mas ele vem forte para concorrer com o Oculus Rift e o PlayStation VR (antigo Project Morpheus) no ano que deve ficar lembrado pelo alvorecer da tecnologia de realidade virtual mais acessível.

Semana passada, durante a CES 2016, o dispositivo foi apresentado praticamente em sua versão final e agradou bastante. Graças à parceria da HTC com a Valve, o Vive vem com força para competir com seus concorrentes, especialmente pela promessa do grande número de jogos e das demos que encheram os olhos dos fãs do setor. A Valve já é sucesso entre os jogadores por causa de sua popular plataforma de games, o Steam.

Apostando todas as fichas na realidade virtual

A informação sobre a pré-venda do Vive foi dada pela própria CEO da empresa, Cher Wang. Segundo ela, a companhia decidiu focar mais no mercado de realidade virtual e deve se distanciar um pouco dos smartphones: “Sim, smartphones são importantes, mas criar uma extensão natural com outros dispositivos conectados, como aparelhos vestíveis e de realidade virtual, é mais importante”.

A CES 2016 também serviu para a HTC lançar a segunda geração do kit de desenvolvedor, consideravelmente diferente da primeira, apresentada anteriormente no MWC. Algumas mudanças incluem um novo design, mais confortável para se apoiar no rosto do usuário, uma tira mais firme para prender o dispositivo na cabeça e uma estrutura um pouco menor. Além disso, a forma e o tamanho foram pensados para dar conforto para quem já usa óculos. A nova versão traz também uma câmera frontal que permite ao usuário enxergar seus arredores sem a necessidade de remover o dispositivo.

Você pretende comprar algum dispositivo de realidade virtual em 2016? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: