O site iFixit decidiu desmontar o HTC One M9 para descobrir se ele é um dispositivo facilmente reparável ou se ele dificulta a vida dos consumidores — assim como fazia a primeira versão do dispositivo. Depois de vários testes, o site chegou à conclusão de que tentar fazer qualquer tipo de reparo sem o auxílio de uma assistência técnica autorizada não é uma boa ideia. Pois é... Ele recebeu nota 2 (de uma escala que vai até 10) em facilidade de reparo.

De acordo com o iFixit, os grandes problemas do HTC One M9 estão nas partes internas dele. A abertura da carcaça principal não é um problema, mas a bateria é um dos componentes de mais difícil acesso — o que se torna um grande empecilho para quem precisa substituí-la, por exemplo. Mas esse não é o único problema encontrado na estrutura do smartphone da empresa de Taiwan.

Os analistas também informam que muitos componentes estão colados na placa-mãe e isso torna quase impossível a remoção deles em caso de problemas. Também é preciso mencionar os motores de vibração soldados e o painel LCD sendo fixado com fitas adesivas de alta fixação no interior da carcaça. Em resumo: se você comprar um HTC One M9 e tiver algum problema, é melhor levar para a assistência do que tentar resolver sozinho.

Cupons de desconto TecMundo: