A Microsoft está disposta a descobrir alguns usos incríveis para o HoloLens, seus óculos inteligentes com capacidade de projeção holográfica, e para isso está promovendo um concurso que busca novas formas de se aproveitar a tecnologia.

Grupos interessados em desenvolver projetos que se aproveitem do dispositivo poderão submeter propostas em diversas áreas de interesse, desde artes até medicina, por exemplo. As ideias serão analisadas por um corpo de jurados e cada uma das cinco mais bem avaliadas receberá um prêmio de US$ 100 mil, além de dois kits de desenvolvimento do HoloLens.

A empresa de Redmond está em busca de propostas que envolvam – mas não se restrinjam apenas a – visualização de dados, formas de comunicação, ensino nas áreas de exatas (ciências, tecnologia, engenharia e matemática), medicina e nos campos de design. Além disso, a companhia também aceitará ideias de usos artísticos, literários e até mesmo jornalísticos para sua ferramenta holográfica.

Novos rumos

Qualquer conceito que ajude a expandir o entendimento que se tem hoje acerca do uso da holografia será bem-vindo. É provável que, ao dar a oportunidade de outras pessoas elaborarem novas formas de se usar o HoloLens, a Microsoft esteja tentando desviar do caminho que tomou com o Kinect. Apesar do grande potencial que o sensor de movimentos possui, a empresa nunca conseguiu emplacar nada nele, comercialmente falando.

Universidades, desenvolvedores de conteúdo e pesquisadores que não estejam envolvidos em outros projetos comerciais poderão enviar suas aplicações para o concurso da Microsoft até o começo de setembro. Os cinco vencedores serão anunciados em outubro. Infelizmente, apenas instituições dos Estados Unidos e pessoas que residam naquele país estão aptas a participar da premiação.

Cupons de desconto TecMundo: