O mundo inteiro – especialmente a comunidade gamer – foi pego de surpresa com a venda da Mojang, criadora de Minecraft, para a Microsoft. Os motivos que levariam uma empresa especializada em sistemas operacionais a comprar um estúdio de jogos foram bastante discutidos, mas a verdadeira razão dessa manobra foi revelada recentemente: o HoloLens.

De acordo com o CEO da Microsoft, Satya Nadella, que deu uma entrevista ao jornal The New York Times, o primeiro e mais avançado computador holográfico do mundo é o principal motivo que levou a Gigante de Redmond a desembolsar US$ 2,5 bilhões para adquirir a  Mojang – e, consequentemente, Minecraft. “Vamos ter um jogo que, de fato, vai nos ajudar a mudar fundamentalmente novas categorias. HoloLens estava em desenvolvimento, e nó sabíamos disso”, contou o figurão.

Realidade virtual vs. Realidade aumentada?

No vídeo de apresentação do HoloLens (a partir do 1º minuto), Minecraft já havia dado as caras e denunciado a relação entre o game e o computador holográfico. Agora, com essa declaração de Nadella, as coisas finalmente deixaram o campo das especulações e passaram a ser uma certeza.

Diferente de propostas como o Oculus Rift, HTC Re Vive e Samsung Gear VR – que trabalham com realidade virtual, o HoloLens brinca com o conceito de realidade aumentada e pretende ganhar os consumidores nessa briga oferecendo uma imersão diferente dos concorrentes. Mas o CEO sabe o perigo que as propagandas podem causar: “Eu não quero criar muito hype como aconteceu com o Google Glass. Eu quero que sejamos realistas com o que podemos entregar”.

Cupons de desconto TecMundo: