Toda vez que pegamos um avião, há quem não goste da burocracia de embarque, o atendimento que deixa a desejar e o serviço de bordo que nem sempre é dos melhores. Pelo menos, essa é a impressão da maioria das pessoas sempre que embarcam em uma aeronave. Contudo, parece que uma companhia aérea na Nova Zelândia está indo na contramão e apostando em um serviço bem interessante.

A Air New Zealand está firmando uma parceria com a Dimension Data para que os comissários de bordo utilizem o Microsoft HoloLens, o dispositivo de realidade mista da companhia, tudo para que a tecnologia ajude a detectar passageiros que estejam nervosos, ansiosos ou algum desconforto emocional por conta do voo.

Dessa forma, os funcionários conseguem atender melhor os clientes da companhia aérea e oferecer um tratamento específico e singular para cada um. Por se tratar de um projeto, é difícil saber se tudo o que foi mostrado no vídeo de fato é real. Como o HoloLens ainda está em fase de testes e o próprio projeto da Air New Zealand está em fase Beta, é bem possível que seja apenas uma simulação.

Porém, a grande pergunta é a seguinte: será que precisamos de um dispositivo como esse para ler as expressões e tentar entender o que um outro ser humano está sentindo? A verdade é que os próprios comissários de bordo lidam com pessoas diariamente e já tem as habilidades de fazer esse tipo de leitura – caso não tenha, a prática acaba dando noções maiores. Em outras palavras: será que um eletrônico consegue entender mais da relação humana do que nós mesmos? De uma forma ou de outra, ajuda tecnológica é sempre bem-vinda.

Cupons de desconto TecMundo: