Quando o HoloLens foi demostrado, vimos inúmeras formas de utilizá-lo: fazer chamadas no Skype, projetar jogos na sua mesa de centro, ajudar outras pessoas com tutoriais mais práticos e muitas outras coisas. Porém, uma empresa da Ucrânia quer aproveitá-lo de outra forma: dentro de um tanque de guerra em um campo de batalha.

A LimpidArmor, companhia do leste europeu, está trabalhando em um protótipo que mescla o HoloLens com um capacete convencional, oferecendo ao soldado uma integração muitas vezes maior a um veículo blindado e garantindo um desempenho ainda melhor durante um confronto.

A ideia é que o dispositivo seja utilizado junto com um CRS (Circular Review System ou Sistema de Análise Circular), que é uma tecnologia que implanta câmeras ao redor do tanque de guerra e oferece monitoramento externo aos pilotos, garantindo uma visão de 360 graus direto no visor.

Além da visão privilegiada, o HoloLens seria usado para rastreamento de alvo, para realçar os inimigos e aliados no campo de batalha. O projeto ainda é recente e foi apresentado em Kiev no mês passado, mas a LimpidArmor quer tornar o periférico da Microsoft em uma ferramenta da guerra no futuro.

Cupons de desconto TecMundo: