(Fonte da imagem: Science AAAS)

Pesquisa realizada pelo instituto japonês RIKEN, publicada hoje (08/04) na revista eletrônica Science, demonstra um novo tipo de holograma que permite a criação de imagens tridimensionais com cores reais – as tonalidades dos objetos não são distorcidas ao mudar o ângulo de visão. A tecnologia, potencialmente, será usada em eletrônicos 3D, extinguindo o uso de óculos ou telas especiais.

A técnica utilizada pelos cientistas japoneses é baseada na difração de elétrons (partículas subatômicas de carga negativa de um átomo) que se propagam sobre uma superfície metálica. Os pesquisadores descobriram que os elétrons livres presentes em finas camadas de metal, quando interagidos com fótons (partículas mediadoras da força eletromagnética que interagem com o núcleo dos átomos), emitem um determinado comprimento de onda de luz colorida.

Dependendo do ângulo em que os fótons interagem com os átomos, elétrons diferentes são excitados, formando cores de luz específicas. O novo tipo de holograma manipula essas cores reais para que a imagem 3D seja vista de qualquer ângulo com as mesmas tonalidades.

(Fonte da imagem: Science AAAS)

As TVs e video games com suporte a efeitos tridimensionais atuais usam duas imagens 2D sobrepostas com uma leve distorção para simular um cenário em três dimensões. Devido a isso, é preciso a utilização de telas ou óculos especiais para que nosso cérebro interprete o ambiente em 3D. A novidade japonesa não usa artifícios ilusórios, mas um método de criação de imagem virtual, a qual permitirá a visualização de mais detalhes e cores.

Cupons de desconto TecMundo: