Parece que não precisaremos esperar por um futuro distante ou pela criação de um R2D2 real para termos projeções holográficas no conforto de casa. Apesar de ser um pouco mais robusto do que o esperado – levando em conta o robô de Star Wars, por exemplo –, o Holus pretende transformar imagens e fotos sem graça armazenadas no seu PC ou smartphone em fantásticas holografias 3D. A ideia é que o aparelho faça com que o conteúdo exibido em seu display possa ser visualizado de qualquer ângulo e se torne o grande destaque da sala de estar.

Apesar de não ser exatamente pequeno, dá para dizer que o produto tem um design elegante e não deve ficar parecendo um trambolhão quando colocado em cima de uma mesa de centro ou outra peça de mobília. Um cubo vazado mantém todo o hardware escondido na base da estrutura ao mesmo tempo que serve de proteção ao display holográfico na forma de pirâmide, que, segundo a fabricante, reflete a quantidade exata de luz para que as projeções sejam as mais claras possíveis – com uma combinação ideal de transparência e definição.

A utilização do dispositivo parece ser simples mesmo para usuários iniciantes no mundo da tecnologia, já que oferece algumas entradas para que um celular, tablet ou computador seja plugado rapidamente. Holus oferece também um sensor de movimento para que qualquer um possa controlar com gestos o conteúdo mostrado no equipamento. Além de permitir que o público esteja sempre com as mãos livres para interagir com os hologramas, o recurso deve ampliar bastante as possibilidades de criação para desenvolvedores.

Esse, inclusive, é um fator que deve ser decisivo no sucesso do produto, uma vez que é preciso que existam aplicativos e programas que deem um suporte adequado ao aparelho. Ainda assim, na teoria, o produto da H+ Technology pode ser usado para a reprodução de conteúdo científico ou de ensino – despertando a atenção dos alunos de uma forma diferentes – e servir como plataforma de entretenimento. É fácil imaginar o dispositivo mostrando um duelo em Hearthstone ou servindo como tabuleiro interativo de jogos como War e Banco Imobiliário.

Afim de desembolsar uma grana?

Quem escolher esse tipo de holografia em vez da tecnologia vestível da Microsoft vai precisar preparar a carteira e aguardar um bocado de tempo. Isso porque Holus ainda é um projeto no Kickstarter, pedindo 50 mil dólares canadenses para finalmente entrar em produção. A empolgação do público parece estar à altura da ousadia do item, já que, até o momento, foi arrecadado um valor mais do que três vezes maior que o mínimo exigido para a viabilização do equipamento – com mais 28 dias pela frente até a finalização do financiamento coletivo.

Esse sucesso na “vaquinha” virtual, porém, não significa que o display holográfico será uma pechincha. O modelo mais barato está saindo por 550 dólares canadenses nessa venda antecipada, enquanto a edição Holus Pro, com entrada HDMI, fica na faixa dos 650 – cerca de R$ 1,4 mil e R$1,6 mil, respectivamente. Quem deixar para comprar o produto após o lançamento vai ter que desembolsar cerca de 300 dólares canadenses a mais para cada versão.

A expectativa é que as primeiras unidades sejam despachadas aos colaboradores entre os meses de março e julho de 2016. Até lá, dá tempo de especular se o hype em torno do projetor holográfico é real e se estamos vendo o futuro chegar mais cedo ou se vai ser mesmo preciso poupar para adquirir o kit do HoloLens.

Cupons de desconto TecMundo: