Quando falamos em hologramas, a maioria das pessoas deve imaginar algo parecido com aquela imagem da Princesa Leia sendo transmitida pelo R2-D2 para um jovem chamado Luke Skywalker. De fato, a holografia como conhecemos costuma utilizar luz para criar imagens tridimensionais, mas uma equipe de pesquisadores conseguiu um resultado parecido usando apenas o som.

Uma equipe liderada pelo cientista Peer Fischer, do Instituto Max Planck para Sistemas Inteligentes, na Alemanha, criou objetos tridimensionais a partir da pressão sonora emitida em micropartículas suspensas na água. De acordo com o próprio Fischer, “é como os hologramas que você vê em Star Trek. No entanto, nós não geramos uma imagem usando luz, fazemos isso usando o som.”

Isso já era possível, embora fosse necessário ter uma série de transdutores transformando sinais elétricos em som. O grande avanço da equipe alemã foi o fato de eles terem conseguido isso com apenas uma fonte de som. Assim, foi possível fazer alguns experimentos, como criar anéis de água, levitar uma gota e mudar a forma do líquido para conduzir barquinhos de papel na superfície.

O grande avanço da equipe alemã foi o fato de eles terem conseguido isso com apenas uma fonte de som

Já para criar formas físicas e mais complexas, os pesquisadores recorreram a uma espécie de impressão 3D. O mesmo procedimento usado na água foi repetido em um pedaço de plástico, que é um condutor de som melhor, criando pequenos desenhos dependendo da pressão emitida em cada ponto.

Pode não parecer, mas esse tipo de uso do som tem aplicações na medicina, como facilitar a retirada de pedras no fígado e navesícula. O pesquisador diz que também existe interesse da indústria de ultrassom nos resultados da pesquisa. No vídeo abaixo, é possível assistir a alguns dos experimentos feitos com a nova técnica.

Cupons de desconto TecMundo: