Quem viu 007 Contra Spectre provavelmente se lembra bem da primeira parte do longa, em que James Bond participa de uma briga em um helicóptero enquanto dá um “passeio” por uma praça lotada de gente na Cidade do México. Se aquela cena já parecia perigosa nas telas, o vídeo abaixo vai mostrar que a história era ainda mais complicada – e mais impressionante – nos bastidores, com um registro da experiência do piloto de helicóptero Chuck Aaron.

No vídeo, Aaron, que é conhecido como um dos melhores pilotos de acrobacia do mundo, conta ter sido chamado para ajudar na produção de Spectre após um dos membros do filme ver seus vídeos de manobras com helicóptero no YouTube. Como ninguém em sã consciência poderia negar um convite desses, o piloto trouxe seu BO-105 para participar das gravações.

Obviamente, como se as manobras extremamente arriscadas – que incluem loopings e até rasantes precisas em meio a centenas de pessoas – não fossem suficientes, a equipe também teve de enfrentar uma enorme limitação para as cenas: o ar em si.

Como a Cidade do México fica em uma altitude bastante elevada, o helicóptero era simplesmente incapaz de realizar algumas dessas manobras devido ao ar rarefeito. E qual a solução encontrada para isso? Simples: a equipe levou o veículo para outra cidade mais baixa, fez a gravação das manobras por lá, e depois deixou o trabalho de juntar o cenário original para a equipe de edição e efeitos especiais.

Os helicópteros mais impressionantes do mundo Comente no Fórum do TecMundo