Há algumas semanas, um helicóptero a Guarda Nacional do Texas teve que fazer um pouso forçado em uma plantação de arroz em Wallisville, uma cidadezinha próxima de Houston, nos Estados Unidos.

Apesar do susto, nenhum dos ocupantes do AH-64D Apache se feriu, mas a remoção de um helicóptero militar de combate não é necessariamente simples como rebocar um carro, por exemplo, e o Apache ficou estacionado no meio do nada durante dois dias.

Foi aí que um dos veículos mais emblemáticos da aeronáutica norte-americana entrou em ação: um CH-47 Chinook foi deslocado para tirar o seu “irmão menor” da enrascada que se meteu:

"MÃÃÃÃÃÃE, TERMINEEEEEEEEEI"

O titã voador de duas hélices é capaz de carregar até 118 toneladas com seu gancho central e é capaz de rebocar tranquilamente outras aeronaves de tamanho considerável por aí. A ação completa do resgate pode ser conferida no vídeo abaixo, da Associated Press:

O CH-47 foi desenvolvido na década de 50 e entrou em ação pela primeira vez em serviço em 1962, aparecendo em todos os conflitos militares que envolveram os Estados Unidos desde então. Ele é o único helicóptero norte-americano capaz de fazer transporte de cargas pesadas e é frequentemente utilizado para movimentação de tropas, suprimentos e também como veículo de suporte em operações.

Já o AH-64 Apache é um helicóptero de combate desenvolvido na década de 70 pela Boeing e é uma das principais aeronaves da Força Aérea norte-americana.