Todo dia é assim: tecnologias desatualizadas são aposentadas para dar lugares a outras mais eficientes. Não que o HDMI seja antigo ou que sua qualidade deixe a desejar, mas é raro encontrar um padrão no mundo da informática ou dos eletrônicos que consiga durar muito tempo.

Com o HDMI não deve ser diferente, porque além de já sofrer uma baixa considerável com as atuais placas de vídeo trazendo conexões do tipo DisplayPort, ele deve ganhar um concorrente ainda mais perigoso: o HDbaseT.

Conheça o novo padrão

Você já conectou um cabo de rede no seu PC? Então imagine se fosse possível usar o mesmo tipo de cabo para transmitir imagem e vídeo para a sua TV. O propósito do HDbaseT e o funcionamento é exatamente esse. O usuário não precisa investir em um novo cabo, aliás, pode economizar e comprar um cabo de até cem metros para assistir aos vídeos favoritos.

HDbaseTCom o apoio e a ajuda tecnológica da Samsung, LG e Sony, a Valens Semiconductor (empresa responsável pelo padrão) está dando os primeiros passos na criação e implementação desta nova tecnologia. Possivelmente os produtos atuais com conexão para rede não vão ser compatíveis com o HDbaseT, isso porque quaisquer aparelhos já existentes usam a porta LAN para conectar-se a uma rede.

E a qualidade?

O novo padrão promete ser milagroso, tanto no quesito inovação como na qualidade. Consultando o documento PDF do site oficial obtivemos diversos parâmetros que mostram a superioridade do HDbaseT quando comparado ao HDMI.

Na realidade em alguns aspectos ele até empata com o HDMI, mas levando em consideração todos os benefícios do novo padrão, não há como duvidar da possível dominação no mercado dos eletrônicos. Veja abaixo uma tabela comparativa entre os quatro padrões de maior qualidade:




    
CaracterísticaHDMI (versão 1.4)DiiVADisplayPort (versão 1.2)HDbaseT (versão 1.0)
Vídeo e áudio não-comprimido10,2 Gbps13,5 Gbps21,6 Gbps

10,2 Gbps (padrão atual)

Até 20 Gbps (num padrão futuro)

Comprimento máximo do caboPoucos metros (em média 3 metros)26 metros15 metros (limitações aplicáveis)

Até 100 metros (utilização comum)

Até 800 metros (com a ajuda de repetidores de sinal)

Tipo do caboCabo HDMICabo proprietário da DiiVACabo DisplayPortQualquer cabo de rede do padrão Cat5e/6
Tipo do conectorConector HDMIConector proprietário da DiiVAConector DisplayPortQualquer conector do padrão RJ-45
Transmite energia?Não5WNãoAté 100W
Rede (Internet)100 MbpsGigabit720 Mbps1000 Mbps (Gigabit)
Topologia de redeNãoSimSimSim
Instalação amigávelNãoNãoNãoSim
USBNãoSimSimSim
Recursos extras de redeNenhumTopologias com limitaçõesTopologias com limitaçõesTopologias sem limitações e conectividade acessível a qualquer computador e rede.

 

 

 

    

O site oficial do HDbaseT ainda dá acesso a outras informações que podem interessar aos entusiastas de plantão. Além da capacidade de transmissão de vídeos em Full HD e vídeos não comprimidos, o HDbaseT consegue transmitir no padrão 3D e ainda no formato 2Kx4K (com resoluções que atingem mais de 4.000 pixels).

Essa moda pega com certeza!

Por que adotar um novo padrão? Simples: porque ele é melhor do que tudo o que já existe. No caso do HDbaseT ele é melhor em cinco tarefas diferentes. O usuário pode transmitir: vídeos de alta definição, faixas de áudio com qualidade incomparável, internet de 1000 Mbps (ou seja, 1 Gigabit), energia (para ligar aparelhos a longa distância) e controles diversos para interação.

Tudo em um!

Obviamente o grande trunfo do HDbaseT não está somente nesses benefícios, mas também no comprimento do cabo que chega a 100 metros e no custo barateado. Ainda não há data definida para a chegada oficial do novo padrão, mas o mais recente documento com informações dá conta que a padronização está finalizada e as fabricantes devem criar novos eletrônicos com o padrão em breve.

Parece que as fabricantes vão acertar desta vez, mas os consumidores terão que gastar novamente com um padrão de vídeo (tanto em televisores como em DVDs ou players de Blu-ray). Você acha que vale a pena investir nos cabos de rede para substituir o HDMI?

Todo dia é assim: tecnologias desatualizadas são aposentadas para dar lugares a outras mais eficientes. Não que o HDMI seja uma tecnologia antiga ou de baixa qualidade, mas é raro encontrar um padrão no mundo da informática ou dos eletrônicos que consiga durar muito tempo.

Com o HDMI não deve ser diferente, porque além de já sofrer uma baixa considerável com as atuais placas de vídeo trazendo conexões do tipo DisplayPort, ele deve ganhar um concorrente ainda mais perigoso: o HDbaseT.

Conheça o novo padrão

Você já conectou um cabo de rede no seu PC? Então imagine se fosse possível usar o mesmo tipo de cabo para transmitir imagem e vídeo para a sua TV. O propósito do HDbaseT e o funcionamento é exatamente este. O usuário não precisa investir em um novo cabo, aliás, pode economizar e comprar um cabo de até cem metros para assistir aos vídeos favoritos.

Com o apoio e ajuda técnológica da Samsung, LG e Sony, a Valens Semiconductor (empresa responsável pelo padrão) está dando os primeiros passos na criação e implementação desta nova tecnologia. Possivelmente os produtos atuais com conexão para rede não vão ser compatíveis com o HDbaseT, isso porque quaisquer aparelhos já existentes usam a porta LAN para conectar-se a uma rede.

E a qualidade?

O novo padrão promete ser milagroso, tanto no quesito inovação como na qualidade. Consultando o documento PDF do site oficial obtivemos diversos parâmetros que mostram a superioridade do HDbaseT quando comparado ao HDMI.

Na realidade em alguns aspectos ele até empata com o HDMI, mas levando em consideração todos os benefícios do novo padrão, não há como duvidar da possível dominação no mercado dos eletrônicos. Veja abaixo uma tabela comparativa entre os quatro padrões de maior qualidade:

[Tabela]

O site oficial do HDbaseT ainda dá acesso a outras informações que podem interessar aos entusiastas de plantão. Além da capacidade de transmissão de vídeos em Full HD e vídeos não-comprimidos, o HDbaseT consegue transmitir no padrão 3D e ainda no formato 2Kx4K (com resoluções que atingem mais de 4.000 pixels).

Essa moda pega com certeza!

Por que adotar um novo padrão? Simples: porque ele é melhor do que tudo que já existe. No caso do HDbaseT ele é melhor em cinco tarefas diferentes. O usuário pode transmitir: vídeos de alta definição, faixas de áudio com qualidade incomparável, internet de 1000 Mbps (Gigabit), energia (para ligar aparelhos a longa distância) e controles diversos para interação.

Obviamente o grande trunfo do HDbaseT não está somente nestes benefícios, mas também no comprimento do cabo que chega a 100 metros e no custo barateado. Ainda não há data definida para a chegada oficial do novo padrão, mas o mais recente documento com informações dá conta que a padronização está finalizada e as fabricantes devem criar novos eletrônicos com o padrçao em breve.

Parece que as fabricantes vão acertar desta vez, mas os consumidores terão que gastar novamente com um padrão de vídeo. Você acha que vale a pena investir nos cabos de rede para substituir o HDMI? Dê sua opinião!

Cupons de desconto TecMundo: