DataBot, projeto criado pelos designers Jan Barth e Roman Grasy, oferece maneiras inovadoras de interação com o usuário. Para começar, o mouse-conceito que compõe o projeto faz com que o usuário tenha que se esforçar mais ao trabalhar com arquivos e pastas grandes demais. E isso não é uma metáfora.

Ao posicionar o cursor do DataBot Mouse sobre um arquivo, por exemplo, um dispositivo interno do periférico faz com que ele fique mais difícil de ser movido. A dificuldade varia de acordo com o tamanho do arquivo ou pasta em questão.

Além disso, o mouse também tem uma função um tanto assustadora: ele pode “respirar”, movendo a parte de cima para cima e para baixo, como se estivesse mesmo inspirando e expirando ar. O efeito pode ser conferido no vídeo acima, por volta do minuto 1:10.