AMD Fusion

Fonte da imagem: AMD

Em um dos principais momentos do AMD Technical Forum & Exhibition (TFE) que ocorre em Taiwan, a APU (“Advanced Processing Unit”, ou unidade de processamento avançado) Llano Fusion comprovou a máxima “o todo é maior do que a soma das partes”.

A APU é um chip multicore com arquitetura de 32 nm e inclui uma unidade gráfica junto ao processador tradicional. Na demonstração, o Llano Fusion obteve resultados bastante interessantes ao processar – simultaneamente – tarefas de alta carga computacional e de vídeo.

Desempenho

Os quatro núcleos do Llano Fusion calcularam o valor de Pi contando 32 milhões de casas decimais enquanto exibiam vídeo full HD a partir de um disco Blu-ray e acionavam simulações em DirectCompute atingindo – em uma máquina rodando Windows 7 – 30 Gflops de processamento. Enquanto realizava estas tarefas, 100% da capacidade de processamento do Llano Fusion estava ocupada.

Além disso, relatórios na internet alegam que a APU Llano Fusion é capaz de rodar jogos como Aliens VS. Predator em DirectX 11 com resolução 1024 x 768 sem problemas, graças também a refinamentos na tecnologia de 32 nm da linha Phenom II da AMD.

Esquemática da AMD sobre o Llano Fusion

Fonte da imagem: AMD

Não só a APU consegue executar vídeo de alta resolução como, quando necessário, pode utilizar a área responsável por processamento gráfico para auxiliar em tarefas computacionais intensas que não exijam demais das capacidades gráficas, aumentando consideravelmente o desempenho da unidade.

Segundo executivos da AMD, o Llano Fusion deve chegar ao mercado consumidor em notebooks e desktops de médio e alto desempenho a partir de 2011, mas nenhuma data foi anunciada com mais precisão.

Cupons de desconto TecMundo: