Você já trocou o cooler do seu computador alguma vez? Se a resposta foi ‘não’, isto pode ser um problema. Muitos usuários não dão importância para o cooler e não se preocupam em limpá-lo ou ver se ele está funcionando corretamente. Isto pode acarretar uma série de problemas no computador, os quais raramente são associados ao cooler.

O superaquecimento dos componentes internos do computador gera uma série de dificuldade para o usuário. Além da possibilidade de queimar o hardware, a qual sempre existe, problemas secundários podem surgir, como o constante travamento da máquina ou o não funcionamento de algum componente. Todos estes incômodos podem ser evitados com atitudes simples, como limpar o cooler ou trocá-lo, quando estiver na hora.

Será que o cooler foi pelos ares?Mas como saber se é hora de jogar o cooler fora e comprar um novo? O Baixaki preparou uma série de dicas para você não ser enganado e só mandar a ventoinha para os ares quando realmente for a hora. Confira!

Principais Sintomas

É ruim trabalhar quando está muito calor, não é?! Pois é, com o computador não é diferente. A temperatura elevada dos componentes pode fazer com que a máquina fique mais “preguiçosa”, o que acaba prejudicando, e muito, o desempenho do PC. Isto pode fazer com que o computar trave com muita frequência e sem motivo aparente.

Sendo assim, se o seu computador para de responder sem mais nem menos e você já passou o antivírus e certificou-se de que o PC não está infectado com nenhuma praga, desconfie de que o problema está no cooler.

PC lento pode ser problema no cooler.

Outro sintoma muito comum que pode ser notado em máquinas com a ventoinha estragada é o não funcionamento de alguns componentes isolados. Placas de rede e pentes de memória são, na maioria das vezes, os primeiros a sentirem os efeitos do calor excessivo dentro do gabinete e pararem de funcionar, aparentemente sem motivo.

Um dos mecanismos de defesa do processador é a reinicialização. Desta maneira, quando temperaturas muito altas são atingidas, o processador para tudo o que está fazendo e reinicia o computador em uma tentativa desesperada de “refrescar” as coisas.

A leitura do artigo “Processador em chamas” pode esclarecer muito a respeito dos problemas que as temperaturas elevadas trazem não apenas para o processador, mas para toda a arquitetura da máquina. Vale a pena conferir.

O que fazer para confirmar as suspeitas?

Desconfiar que os problemas os quais o computador vêm apresentando são causados por um cooler defeituoso é uma coisa, mas como confirmar se é realmente a ventoinha a causadora de toda esta dor de cabeça? Bom, existem alguns procedimentos bem simples que podem ser adotados.

 

Será que é o cooler?

Antes de tomar qualquer decisão, uma boa prática pode ser a instalação de algum programa que monitore a temperatura interna do computador. Com isso já é possível ter uma ideia se as coisas andam quentes no interior da máquina.

Everest Ultimate Edition, CoreTemp, Hmonitor e Hardware Sensors Monitor são apenas alguns exemplos de aplicativos que podem ser úteis para a realização desta atividade. Confira este e outros programas do gênero clicando aqui.

A temperatura está muito alta, e agora?

Calma, temperaturas entre 40 e 50°C podem ser consideradas normais nos processadores. Quando em cem por cento de sua capacidade de processamento, os processadores podem chegar a temperaturas de até 60°C. Caso você tenha notado que as coisas realmente andam quentes em seu computador, então é hora de fazer alguma coisa.

É hora de faxinar!A primeira coisa a se fazer é limpar muito bem o cooler, livrando-o de toda e qualquer sujeira que impeça seu correto funcionamento. Para realizar esta tarefa sem problema e tomando todos os cuidados necessários, não se esqueça de ler o artigo “Como limpar inteiramente um computador sem ter medo”.

Se mesmo depois de fazer aquela limpeza geral no cooler a temperatura no computador não melhorar, é hora de verificar se não há cabos impedindo a circulação do ar dentro do gabinete, ou mesmo prendendo as hélices do cooler, o que impede o trabalho de resfriamento do computador. Confira algumas dicas de como arrumar os fios do PC acessando o artigo: “Manutenção de PCs: não deixe seus fios soltos por aí”.

Caso nenhuma das estratégias descritas acima funcione, realmente está na hora de trocar o cooler do computador. A troca da ventoinha é bem simples e não requer nenhuma ferramenta específica para isto. Todos os passos podem ser encontrados no artigo “Manutenção de PCs: como instalar uma ventoinha no seu gabinete”.

Vou ter que comprar um cooler. Qual o melhor?

Dizer qual o melhor cooler para o computador é um pouco complicado. Tudo depende das configurações que a máquina possui. PCs mais potentes, com maior poder de processamento, logicamente exigem ventoinhas mais potentes para que elas deem conta de retirar o calor dissipado pelos componentes.

PCs comuns, como os que a maioria dos usuários possui, não exigem tanto processamento e como consequência não requerem um cooler tão potente. Como citado anteriormente, tudo depende das peças que compõem o computador.

Cooler

Fique de olho e não deixe que as coisas esquentem dentro do seu computador. As consequências podem ser as mais desagradáveis possíveis. Você, usuário, já perdeu algum componente do PC ou teve uma surpresa desagradável por não monitorar a temperatura do computador? Compartilhe com os demais sua experiência, ela pode ser útil para ajudar outras pessoas.

Cupons de desconto TecMundo: