Os computadores costumam acumular sujeira, principalmente quando colocados embaixo da mesa ou em locais que acumulam poeira. Algumas vezes, isso pode atrapalhar o contato entre os componentes, causando um mau funcionamento das peças.

Uma simples partícula de poeira pode ser suficiente para impedir que um pente de memória funcione, por exemplo. Computadores em cidades litorâneas costumam sofrer com a salinidade; os componentes oxidam e prejudicam o funcionamento da máquina. Geralmente, uma boa limpeza com ar comprimido resolve o problema. Outras vezes, precisamos de medidas mais drásticas, como uma limpeza completa.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Essa é uma medida extrema e só deve ser praticada em último caso, quando nenhuma outra alternativa de limpeza funcionou. No nosso caso, optamos por lavar os componentes que foram usados na construção do nosso computador, que foi mergulhado no óleo. Como a máquina já estava há um bom tempo submersa, decidimos reverter o processo e transformar o computador em um desktop novamente.

Uma simples limpeza não seria suficiente para deixar os componentes adequados para a montagem de um desktop, então, decidimos lavar tudo com água e sabão. O resultado, você vê a seguir.

Preparando o computador para a lavagem

Primeiro de tudo, vamos testar o computador fora do recipiente de óleo. Podemos ver que a placa-mãe está suja e grudenta, mesmo depois de ter ficado “escorrendo” por um bom tempo. Entretanto, tudo ligou e funciona perfeitamente. Vamos então desmontar e preparar os componentes para a lavagem. Como a bateria da placa-mãe já estava descarregada, vamos trocar por uma nova, e essa vai para o lixo.

Depois de tudo separado, vamos levar as peças até um tanque, junto com o material necessário. Para esfregar a placa, vamos utilizar uma escova de dente e detergente neutro. A escova precisa ser macia porque a placa-mãe tem componentes sensíveis, que podem se quebrar caso muita força seja aplicada na hora da lavagem.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

O processo de lavagem deve ser cuidadoso, principalmente nos slots de conexão PCI e nos encaixes da memória. Todos os pinos são muito sensíveis e precisam de um cuidado extra na hora da limpeza. O óleo que se acumulou nas reentrâncias da placa precisa ser removido, e para isso esfregamos os contatos delicadamente com a escova, para não entortar nenhum pino de metal e acabar danificando alguma coisa permanentemente.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Os pentes de memória também entraram em contato com o óleo, portanto, iremos lavar do mesmo modo. O processador ainda tem um pouco de pasta térmica em cima. É preciso limpar bem essa peça, com um papel toalha, antes de lavar. O restante dos componentes também foi lavado: dissipadores de calor, suportes e demais peças que estiveram imersas no óleo.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Depois de lavar, é preciso secar tudo muito bem

Terminada a lavagem, devemos secar bem os componentes. Não é indicado utilizar calor para essa tarefa. No nosso caso, vamos utilizar ar comprimido para remover o excesso de água e impedir que as partes de metal entrem em processo de oxidação. Depois, deixamos tudo descansando por mais alguns dias, até que qualquer resto de umidade desapareça completamente.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

O próximo passo é remontar o computador e testar. Processador no lugar com uma fina camada de pasta térmica, dissipadores, cabos e fonte de energia. Para os testes, executamos alguns programas de stress para verificar a estabilidade do equipamento. A temperatura se manteve estável e a máquina não apresentou nenhum problema.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Água pode danificar componentes eletrônicos?

Mas por que a água não destruiu a placa-mãe? Ela não conduz eletricidade? A água em si não é condutora. Quem é responsável por isso são os sais e outros componentes dissolvidos nela, que provocam a ionização das partículas, fazendo com que o líquido conduza energia.

Quando a placa está desligada, não há corrente elétrica circulando por ela, e a água não pode causar curtos entre os componentes. Por isso, é importante que a peça fique completamente seca antes de ser ligada novamente.

Caso você molhe um telefone ou outro componente eletrônico por acidente, desligue o mais rápido possível e só o religue novamente quanto tiver certeza de que ele está completamente seco. Com sorte, o aparelho voltará a funcionar normalmente.

Gostaram da experiência? Lembre-se: isso é uma medida extrema, e só deve ser executada por profissionais. O Tecmundo não se responsabiliza por equipamentos danificados.

Cupons de desconto TecMundo: