(Fonte da imagem: AMD)

A Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC), maior fundição de semicondutores do mundo, pausou por tempo indefinido a produção de chips de 28 nanômetros. Segundo informações do site SemiAccurate, a decisão, que deve afetar grande parte do mundo da informática, entrou em vigor há cerca de três semanas.

O decreto de que a fabricação seria encerrada ocorreu de forma súbita e pegou muitos funcionários de surpresa. Embora a empresa não tenha informado os motivos para o ocorrido, tudo indica que o intervalo foi causado por mudanças nos processos internos e maquinários usados pela companhia.

A previsão é de que o processo de produção seja retomado em breve e, segundo a TSMC, o episódio terá se tornado uma simples memória ruim até o final de março. Porém, caso a situação se mostre mais grave do que o reportado, há previsão de que novos chips com a arquitetura de 28 nanômetros só sejam entregues em junho deste ano.

Problemas para o mercado de GPUs

As principais afetadas pela paralisação são as fabricantes de placas de vídeo, principalmente a AMD e a NVIDIA. Caso tudo ocorra como o esperado, dificilmente faltarão produtos nas lojas, já que os estoques atuais são capazes de corresponder à demanda atual dos consumidores.

Porém, um adiamento do reinício da fabricação poderia significar um aumento de preço dos acessórios já disponíveis no mercado, pois seria mais difícil encontrá-las. A principal prejudicada com o caso seria a NVIDIA, que está prestes a anunciar oficialmente sua próxima geração de GPUS baseadas na arquitetura — ao que tudo indica, a empresa ainda não possui estoques suficientes para garantir uma situação segura no mercado.

Cupons de desconto TecMundo: