O CPU-Z é um programa que destrincha um computador e informa vários detalhes sobre o funcionamento de cada componente instalado. O programa é simples e não executa nenhuma função, apenas obtém informações sobre os componentes de um PC e os informa praticamente.

Até mesmo usuários avançados podem não compreender todas as informações fornecidas pelo CPU-Z, pois muitas envolvem os circuitos eletrônicos dos componentes. Usuários básicos podem não entender o que essa análise significa. Por isso, o Baixaki preparou este guia.

Não se trata de um tutorial para o CPU-Z, uma vez que o programa não executa nenhuma tarefa específica. É um guia que tenta dar uma noção sobre o tipo de informação que o CPU-Z busca e informa. De fato, é extrema pretensão achar que este guia desvenda o programa. Nossa intenção é dar uma ideia geral de como a análise da capacidade de um computador é complexa e quais parâmetros são utilizados.

O CPU-Z divide todas as informações em abas. Vamos vê-las uma a uma.

Os componentes da placa-mãe do seu computador são destrinchados nessas abas.

CPU

Esta aba é referente ao processador. Aqui se tem um panorama geral sobre o desempenho do computador. A primeira parte dessa aba, nomeada “Processor”, especifica os itens gerais do processador. São eles: nome, código desse nome, tecnologia de fabricação e especificações. Veja o que significa os seguintes campos:

Essas informações variam conforme a marca do processador.“Technology” – qual tecnologia foi utilizada na fabricação do processador. Neste exemplo, tem-se a tecnologia 90 nm (nanometer).

“Core VID” – VID é a sigla para Voltage Identification Digital, ou seja, identificação digital de voltagem. Logo, tem-se aqui a voltagem do núcleo do processador.

“Family”, “Model”, “Stepping” e “Revision” – cada fabricante de processador tem sua classificação padronizada dos modelos que produz. Aqui você é informado sobre a família, o modelo, stepping (ou seja, a variação de um modelo dentro da mesma família) e a revisão do componente.

“Instructions” – de maneira simplificada, uma instrução – dentro do contexto da ciência da computação – é uma representação de um elemento de um programa executável. Para que programas e componentes se entendam, é necessária a interpretação correta do conjunto de instruções. Aqui são listadas as instruções que o processador suporta.

A segunda parte dessa seção, denominada “Clocks”, especifica as frequências que definem a velocidade de processamento. Veja a lista dos itens:

Indicadores básicos da velocidade do processador.

“Core Speed”  – velocidade do núcleo do processador. Quanto maior esse indicador, maior é a velocidade de processamento das informações.

“Multiplier”  – multiplicador. Essa é a capacidade que o processador tem de multiplicar seu processamento. É um indicador utilizado como referência para a execução de overclocks, por exemplo. Clique aqui para saber mais sobre o overclock.

“Bus Speed”  – Bus, em uma arquitetura de computador, é um subsistema que transfere dados entre os componentes. Esse é o indicador da velocidade dessa transferência.

“HT Link”  – HT (HyperTransport) é uma tecnologia que possibilita a comunicação direta entre o processador e os demais dispositivos da placa-mãe através de interconexões ponto a ponto. Essa é a velocidade dessa transferência, que pode variar entre 800 MHz e 3 GHz atualmente.

O terceiro bloco, chamado “Cache”, indica os níveis de memória cache do PC. Em palavras simples, cache é uma área de armazenamento temporário onde dados frequentemente acessados podem ser armazenados para rápido acesso posterior. Ela é dividida em dois níveis, três em alguns processadores.

Cache

Esta aba apenas oferece mais detalhes sobre a memória cache, informando o modo de operação além dos valores já esclarecidos anteriormente. Aqui você sabe se a memória cachê é do tipo fully associative (a qual decide livremente onde um dado deve ser copiado), direct mapped (onde cada entrada ocupa apenas um espaço determinado) ou set associative (no qual cada entrada pode ir para qualquer lugar da cache.

Capacidade e tipo da memória cache.

Mainboard

Vários detalhes sobre a placa-mãe. Essas informações podem ser utilizadas, por exemplo, no caso de perda do CD da instalação desta placa. Ao ter conhecimento do chipset (conjunto de chips da placa), é possível executar o download dos drivers necessários. Ela é dividida em três blocos. Veja as informações listadas em "Motherboard", o primeiro bloco:

Detalhes sobre componentes da placa-mãe.“Manufacturer” : fabricante da placa.

“Model” : modelo.

“Chipset” : modelo do chipset, ou seja, do conjunto de chips que fazem parte da placa.

“Southbridge” : modelo de Southbridge, ou seja, o chip que implementa as capacidades mais “lentas” do processador.

“LPCIO” : esta é, de fato, a junção de dois acrônimos. O primeiro, LPC, é um tipo de bus utilizado para conectar dispositivos que utilizam pouca banda. Já o IP refere-se a I/O e significa Input/Output.

Bloco "BIOS"

“Brand” , “Version” e “Date” : marca da fabricante da BIOS, versão e data do driver.

Bloco "Graphic Interface" (interface gráfica)

Versão, taxa de transferência (inclusive máximo suportado) e banda lateral são listados. Essas informações não indicam a capacidade da placa-mãe e de seus componentes. Elas indicam a procedência do produto.

Memory

Esta área se refere aos dados da memória presentes no computador. Os itens listados são divididos em dois blocos: "General" e "Timings".

"General"

Dados gerais da memória, listados da seguinte maneira:

“Type” – tipo da memória, que pode ser DDR ou DIMM. O primeiro tipo designa uma classe de memória que transmite os dados sem precisar aumentar a frequência do processador. Ela pode ser do tipo DDR, DDR2 ou DDR3. A classe DDR2 apresenta melhorias sobre a DDR, assim como a DDR 3 apresenta melhor desempenho sobre as outras duas.

Já a memória do tipo DIMM é composta por contatos separados em cada lado do módulo com uma capacidade de 64-bit de transferência.

“Size” – capacidade da memória RAM. Quanto mais alto este valor, mais dados o computador pode processar simultaneamente.

“Channels #” – número de canais com os quais a memória trabalha. Atualmente há memórias RAM com três canais, mas esse tipo ainda é muito novo. Quanto mais canais, mais rápido é o processamento.

“DC Mode”  – caso a memória RAM seja de dois canais, este campo vai indicar o modo que esses canais trabalham.

“NB Frequency” – a frequência de processamento da Northbridge da memória. Você viu anteriormente que a Southbridge é uma divisão do chipset que implementa as exigências menores ao processador. Já a Northbridge gerencia a comunicação da placa-mãe com componentes mais avançados, como processador, memória RAM e placa de vídeo.

Dados gerais sobre a memória RAM.

"Timings"

Esse termo pode ser traduzido como temporizações. Esses dados indicam o tempo em que o chip de memória leva para processar alguma informação. A unidade de medida desses indicadores é o clock, ou seja, o número de ciclos do processador necessário para executar tal tarefa. Quanto menor este número, mais rápido é o processador.

Análises da capacidade da memória RAM. “DRAM Frequency” – DRAM é um tipo de memória aleatória que armazena cada bit em um capacitor separado em um circuito integrado. Este é o indicador da velocidade com que essa informação é processada.

“FSB:DRAM” – é a proporção entre a capacidade de transferência da FSB (Front Side Bus, barramento frontal) e a frequência DRAM. Ou seja, é a indicação que aponta se a DRAM consegue acompanhar o barramento frontal em um bom ritmo.

“CAS# Latency (CL)” – é o tempo de atraso entre o momento em que um controlador de memória “pede” para que ela acesse uma coluna específica em uma linha determinada e o momento em que este dado se encontra disponível.

“RAS # to CAS# Delay (tRCD)” - tempo entre a ativação da linha e a coluna onde o dado está armazenado.

“RAS# Precharge (tRP)” – tempo entre a desativação do acesso a uma linha e o início ao acesso a outra linha.

“Cycle Time (tRAS)” – o quanto a memória tem que esperar até seu próximo acesso.

“Bank Cycle Time (tRC)” – interval mínimo entre sucessivos comandos ativos para o mesmo banco de informações. Esse indicador é o resultado da soma entre o tRSAS e o tRP (tRC = trás + tRP).

“Command Rate (CR)” – tempo entre a ativação do chip de memória e a possibilidade de envio do primeiro comando. Apesar de indicado de maneira diferente, o valor informado também representa o número de clocks. Por exemplo, 2T indica dois clocks.

“DRAM Idle Timer” – tempo de ciclos ociosos antes que o controlador da memória force a abertura de uma página. Esse número varia entre 0T e 64T, podendo ser definido também como infinito ou automático.

SPD

Esta aba detalha todas as memórias em todos os slots (encaixes) disponíveis. Através de um menu drop-down, você escolhe o slot e então o CPU-Z vai listar uma série de informações, a começar pelo tipo da memória (se é DDR, DDR2 ou DDR3). Veja tudo que essa aba lista:

“Module Size” – tamanho da memória. Esse valor deve ser somado em todos os slots para se ter o valor total.

“Max Bandwidth” – nível máximo no qual dados podem ser lidos ou armazenados por um processador.

“Manufacturer”, “Part Number” e “Serial Number”: fabricante e números do componente e de série.

“Correction” – aqui você é informado se a memória conta com o sistema de correção, que - de maneira bastante simplificada - compartilha o uso de memória com o processador.

“Registered” e “Buffered” – um registro é um pequeno espaço temporário. Ele atua como buffer entre o processador e a memória. O uso de memória com a possibilidade de registro aumenta a estabilidade do sistema, mas “rouba” um pouquinho, bem pouquinho de sua capacidade total.

“SPD Ext.” – SPD é a sigla para Serial Presence Detect. Trata-se de uma maneira padronizada para automaticamente acessar informações sobre um módulo de memória de um computador.

“Week/Year” – contagem de semanas e anos de uso da memória avaliada.

Detalhes sobre cada pente de memória.

Na parte de baixo, uma análise de temporização muito semelhante à da aba "Memory" é feita. Todos os itens já explicados anteriormente são analisados individualmente nesta aba. Há também a indicação da voltagem de cada componente da memória.

Também há informações sobre a velocidade de cada pente.

Cupons de desconto TecMundo: