Pesquisadores descobrem que transístores de grafeno se autorrefrigeram

O grafeno é um material promissor e já é aplicado em vários projetos ao redor do mundo. Experimentos com ele renderam o prêmio Nobel da Física para os cientistas Andre Geim e Konstantin Novoselov no ano passado, e as conquistas não param por aí. Pesquisadores da Universidade de Illinois, Estados Unidos, descobriram que transístores feitos de grafeno possuem uma característica de autorresfriamento.

A descoberta, feita em uma pesquisa liderada pelos professores Willian King e Eric Pop, verificou que algumas regiões dos transístores de grafeno possuem um efeito de esfriamento termoelétrico, o que controlaria a temperatura geral dos dispositivos. A equipe de Illinois utilizou uma sonda microscópica para medir, em escala nanométrica, a temperatura desses transístores em funcionamento.

De acordo com o professor Pop, “eletrônicos com grafeno ainda estão em sua infância, no entanto, nossas medições e simulações serão reforçadas à medida que a tecnologia de contatos e transístores de grafeno melhorar”. Isso mostra que a lista de possibilidades de realizações com grafeno aumenta cada vez mais e mais novidades devem surgir em breve.

Cupons de desconto TecMundo: