Não, a imagem acima não é uma representação em computação gráfica de uma sinapse cerebral nem a foto de uma estrela do mar sendo torturada. O que você pode ver na figura é nada menos que uma aproximação extrema de uma espuma de grafeno – formado por átomos de carbono –, capturada com o uso de um microscópio eletrônico.

A espuma de grafeno é formada ao moldar uma fina malha metálica e cobri-la com camadas de do material de carbono. O metal é então dissolvido usando vapor químico e deixa como resultado uma substância extremamente forte e leve. A impressionante imagem, com cores falsas, foi tirada pelo nanotecnólogo Adrianus Indrat Aria da Universidade de Cambridge e mostra em detalhes as diferentes camadas que formam a espuma de grafeno.

A foto é tão boa que foi escolhida como a vencedora da competição anual de fotografia Zeiss, organizada anualmente pelo Departamento de Engenharia da instituição. Você pode conferir os demais vencedores no Flickr da competição, disponível neste link.