Em um evento realizado hoje (14) em San Francisco, EUA, a GoPro lançou o seu programa de desenvolvedores. Isso significa essencialmente que, agora, desenvolvedores poderão criar softwares, dispositivos e acessórios que se conectam às câmeras da empresa de forma nativa e padronizada.

O “GoPro Developer Program” foi oficializado somente hoje, mas cerca de 100 empresas e pequenas startups já têm trabalhado com a GoPro para ajustar as diretrizes do programa. Por conta desse esforço adiantado, a companhia recebeu 34 de suas parceiras no evento para mostrar como elas estão utilizando as novas possibilidades das câmeras.

É uma maneira de celebrarmos o trabalho inovador da nossa comunidade de desenvolvedores

“Nos últimos anos, ficamos animados pela criatividade e pelo entusiasmo de outras marcas quando elas integravam a GoPro às suas próprias soluções”, afirma Nick Woodman, CEO e fundador da GoPro. “O Programa de Desenvolvedores da GoPro é uma maneira de celebrarmos o trabalho inovador da nossa comunidade de desenvolvedores e, mais importante: ajudar a pavimentar o caminho para o que está pela frente”, completou.

Se você é um desenvolvedor e quer criar algum produto compatível com as GoPro, com a certificação oficial “Works With GoPro”, confira todas as diretrizes neste link

Integração em três frentes

Entre as marcas que já possuem produtos criados a partir do Developer Program, temos a BMW, que produziu um app para seus carros capaz de controlar uma série de câmeras GoPro ao mesmo tempo.

O app ainda captura os dados telemétricos do veículo (velocidade, RPM, força-g, trilha percorrida via GPS, entre outros) e mostra no vídeo todas essas informações. Isso é gravado em forma de metadados junto com a filmagem no cartão SD das câmeras e pode ser exibido em paralelo ao vídeo.

Ou seja, é possível acompanhar simultaneamente em um mapa gerado pelo GPS o trajeto percorrido e, ao lado, o vídeo que foi gravado no momento em que o carro passava por um ponto no mapa. Todo o conteúdo é compartilhável.

Esse tipo de integração usado pela BWM para conectar o carro às GoPro foi feito através de software, mas desenvolvedores podem também construir dispositivos que se conectam fisicamente às GoPro através de uma entrada proprietária que elas possuem na parte de trás. Um exemplo seria o Ecliptus, um dispositivo que acopla uma GoPro dentro de si e a transforma em uma câmera de visão noturna.

Outro meio de integração com essas câmeras é por acessórios. Muitas empresas já têm feito acessórios que se acoplam às GoPro, como paus de selfie, cases à prova d’água, tripés, suportes para capacete e tudo mais.

Contudo, a GoPro agora está padronizando essas possibilidades e as trazendo para dentro do seu programa de desenvolvedores. Um exemplo apresentado no evento foi a linha de “baterias vestíveis” Go Puck. Elas usam a conexão para acessórios dos cases da GoPro para serem fixados junto às câmeras e oferecem autonomia energética que pode durar um dia inteiro.

Nós vamos explicar melhor para você como esses três produtos funcionam, além de alguns outros, em publicações separadas. Fique ligado no TecMundo.

O TecMundo viajou à San Francisco para o evento de lançamento do programa de desenvolvedores a convite da GoPro.

Cupons de desconto TecMundo: