A cada novo lançamento, a GoPro surpreende seus usuários com novas tecnologias que fazem com que a marca seja top de linha entre as câmeras de ação. O lançamento da vez é a GoPro HERO4 Session, a primeira com um novo formato e totalmente à prova d'água.

Analisamos a nova câmera e trazemos para você todos os aspectos fundamentais na hora de considerar o investimento. Confira!

Novo formato: mais leve e à prova d'água

Sem dúvidas, o novo formato da HERO4 Session é o primeiro aspecto que chama atenção. Até o momento, todos os lançamentos da GoPro eram retangulares, com pequenas diferenças de dimensão e peso a cada novo modelo.

Já a nova Session é totalmente diferente. Quadrada, ela chega a lembrar a Polaroid Cube em seu formato, mas as comparações param por aí. A câmera tem um visual bonito, é feita com material super-resistente e tem como objetivo ser ainda mais prática na hora de capturar seus momentos mais radicais — isso com apenas dois botões.

Além disso, ela foi pensada especialmente para esportes aquáticos, já que dispensa o case de plástico que acompanha os outros modelos da GoPro, sendo ela mesma resistente à água. À exceção de mergulhos mais profundos, você pode se aventurar com a HERO4 Session em qualquer esporte dentro da água — e com a vantagem de ter um aparelho menor e mais leve.

Vale enfatizar que, em nossa análise, vamos comparar a nova câmera com a GoPro Hero 4 Silver, pois elas têm o mesmo preço — US$ 399. No quesito peso, a Session já sai ganhando: enquanto a Silver pesa 84 g e ainda tem a proteção de plástico, o lançamento chega com apenas 74 g. A redução pode parecer pouca, visto que ambas são leves, mas isso acaba fazendo diferença na hora de prender a câmera a um capacete ou à sua prancha de surfe.

Um aspecto interessante sobre o novo formato da GoPro HERO4 Session é que, por ser quadrado, você pode prendê-la em qualquer direção nos suportes. Isso significa que não é preciso adaptar o suporte em si na hora de capturar a imagem, bastando alterar a direção da câmera dentro do mount.

Um dos poucos aspectos negativos deste novo formato é que fica mais fácil riscar e comprometer a lente de sua câmera sem o case de proteção extra. Pensando nisso, já é possível encontrar na loja online da GoPro um kit para reposição de lentes com duas novas opções por US$ 39,99. Já o kit de reposição para a caixa-padrão das outras GoPro, também com duas lentes, sai por US$ 19,99.

Dois botões e nada mais

O foco da HERO4 Session é a praticidade e, por isso, ela dispensa as configurações, contando com apenas dois botões e um pequeno visor LCD com indicações superbásicas. No aspecto positivo, sair filmando e fotografando pode ser muito fácil. No negativo, você vai depender do aplicativo da GoPro para aparelhos mobile para poder configurar sua câmera.

O botão principal tem funções básicas: com um toque apenas, ele liga a câmera e começa a filmar. Ao tocar de novo, ele interrompe a gravação e desliga a câmera. Para fotos, toque o botão por três segundos e ele ativa o modo time-lapse, com intervalos de tempo que variam entre 0,5 e 60 segundos.

Já o pequeno botão localizado na parte traseira da câmera pode ativar o WiFi, essencial para conectar a câmera ao seu smartphone. Assim, você pode configurar opções de resolução de vídeo e foto, frames por segundo, intervalo de tempo do time-lapse, entre outras. Também é possível utilizar o controle remoto da GoPro para acessar estas opções, mas ele não vem com a câmera e tem o custo adicional de US$ 79,99.

Ou seja, a HERO4 Session não é nada prática na hora de configurar. Pense que se você estiver no meio de uma aventura, sua câmera é à prova d'água, mas seu celular não é. Sendo assim, o ideal é sempre pensar nas definições antes de sair às ruas, pois, além de ser pouco prático ficar conectando a câmera ao aparelho a todo o momento, isso pode aumentar o gasto de bateria de ambos os eletrônicos.

Outro aspecto que vale a pena ser citado é que a nova câmera não tem modo single shot disponível sem o acesso através do app, com opções apenas para vídeo e time-lapse. Sendo assim, consideramos que a Session é muito mais indicada para quem curte fazer vídeos do que fotografar, já que tem direcionamento mais prático para filmes e não conta com visor LCD como a "irmã mais velha" HERO4 Silver.

Sem stand-by, bateria pode durar mais

Um dos grandes vilões da GoPro é o consumo de bateria, mas a Session conta com uma característica que pode ser decisiva na hora de economizar energia: ela não tem modo stand-by. Ou seja, sua câmera nunca ficará acidentalmente ligada.

A única coisa que vai aumentar o consumo é realmente deixar o WiFi ativado. Fora isso, a HERO4 Session tem um ótimo desempenho, com duas horas de gravação e maior longevidade, já que dispensa um visor de dados e outro de LCD. Para quem adora aventuras, é uma companheira ideal. No entanto, não conte com a possibilidade de ir além disso, já que a bateria dela não é removível como a das outras câmeras da marca.

Outro aspecto que pode ser considerado negativo é que a Session leva aproximadamente 4 segundos até ligar e começar a filmar, o que pode ser crucial em alguns momentos decisivos de seus vídeos.

Captação de áudio inteligente

A captação de áudio da nova câmera também é diferente. Ela tem um microfone frontal e outro traseiro, sendo capaz de selecionar qual deles é o mais adequado para a cena no momento. Esse sistema inteligente ajuda bastante, principalmente na transição de dentro para fora da água e vice-versa. No entanto, a qualidade final do áudio ainda não supera o da HERO4 Silver, que traz um som um pouco mais nítido e mais alto.

Qualidade de imagem

A qualidade de imagem da Session é satisfatória. Ela é capaz de filmar nas configurações 1440p30 e 1080p60, com 720p100 para câmera lenta. Já as fotos têm 8 megapixels de resolução.

No entanto, a comparação com a HERO4 Silver é inevitável e, nesse caso, a Session acaba perdendo a competição. Lembramos que as duas custam o mesmo preço, mas a Silver tem os modos 4K e 2.7K, 1440p48, 1080p60 e 960p100 para câmera lenta. Além disso, as fotos têm até 12 megapixels e contam com o modo ProTune, uma ferramenta capaz de melhorar a qualidade da imagem com menor compressão, o que na Session está disponível apenas para vídeos.

Na comparação geral, as fotos e vídeos da Session têm menor nitidez, cores mais opacas e controle de exposição inferior. Além disso, comprovamos que a estabilidade de imagem para vídeos na Silver é melhor, algo que pode ser crucial dependendo do que você deseja filmar.

Vale a pena?

A GoPro HERO4 Session é um ótimo produto e não há dúvidas disso. Ela é discreta, resistente, dispensa case de proteção, tem sistema de captação de áudio inteligente e funcionamento prático. No entanto, é destinada a um público muito específico, e essa limitação se faz mais gritante por conta de seu preço.

Não podemos esquecer que, pelo mesmo valor (US$ 399,99), você pode comprar uma HERO4 Silver, que tem melhor qualidade de imagem e visor LCD sensível ao toque — uma competição quase desleal para quem busca vídeos e fotos incríveis.

Além disso, se você ainda não embarcou no mundo da GoPro, talvez a Session não seja a melhor câmera de entrada, sendo mais indicada para quem já possui uma outra câmera da marca ou pretende abusar de suas características de tamanho e resistência. Ainda assim, esperamos que uma baixa no preço possa tornar este novo produto realmente atraente para os consumidores. 

Cupons de desconto TecMundo: